Caçadores de pinhão

Hoje foi um passeio bem produtivo com os dois elementos caninos daqui, passamos por uma calçada que estava lotada de pinhão, bem gordinhos, caidos recentemente. Caçamos um a um e guardamos no saquinho que levo para recolher a produção sólida dos cachorríneos, e depois voltamos rezando para que ninguém produzisse mais nada, aja visto que utilizamos o ultimo saquinho.
(você não leu errado não, eu estou usando um termo que usavamos na infância quando iamos para a chácara de uma amiga para "caçar pinhão", nos embrenhavamos mata a dentro, de shorts, camiseta e havainas e voltavamos com sacos de pinhão arrastando pelo chão, até hoje não entendo esses pais que deixavam seus filhos irem em empreitadas tão perigosas, era mata fechada, hoje adulta eu não faria a mesma coisa....rsrs)

Adoro pinhão! 
Sou dessas que Não gosta de comprar ape pois acredito que o apelo comercial faz com que os vendedores arranquem a pinha das araucárias antes do seu amadurecimento completo. 
Não gosto de pinhão colhido antes do tempo, ele tem sabor diferente!

Prefiro colher pinhão do chão com a certeza que teve a maturação correta, colhemos 500 gramas de produto perfeito, só não rendeu mais porque quando chegamos em um outro espaço que tem bastante araucárias chegou uma mulher e nós duas nos abaixamos juntas para pegar, catei três, vi que ela se levantou e estava indo embora e chamei, mostrei onde a pinha havia caido, para que ela colhesse, afinal partilhar da um sabor mais gostoso a tudo. 

Agora me conta, já comeu pinhão? 
Você gosta, ou é indiferente? 

P.S.: Não entendo as amigas que tem blog de culinária e postam receita de bolo, torta ou qualquer outro prato com pinhão, aqui não sobra, basta cozinhar que ele começa a desaparecer gradativamente, é incrivel.....rsrs

Muita Luz e Paz!

Abraços

Orelhão

Não, não estou falando de orelha humana e grande, mas daquele aparelho de telefone para uso público, que existiam nas ruas das cidades e que atualmente estão praticamente extintos, imagino eu que devido a todo mundo ter um celular. 

Tudo começou quando precisávamos fazer uma reclamação ao serviço de atendimento ao cliente e não aceitavam ligação de celular, foi aí que nos demos conta que precisariamos usar um "orelhão" ou melhor, um telefone publico, mas não lembravamos onde poderia existir um próximo a nós, sim pessoas queridas, agora não tem mais um em cada esquina, e isso fez com que andassemos até o shopping para poder fazer uso do mesmo, fica aqui o registro, todo shopping tem um espaço apenas para isso. 

Feito isso, parece que agora em todo lugar que vamos tem telefône publico. Semana passada fui ao centro, quase tirei foto para mostrar para vocês, eu encontrei um "orelhão" que tinha uma pessoa usando e, pasme.... tinha uma pessoa na fila para usar depois.... quase tive uma sincope...

Eu dizia:
- Olha! Olha!
- O que?
- Você não está vendo ali....
- Onde? No orelhão?
- Sim, tem um orelhão, uma pessoa usando e outra na fila
- Nossa eu não tinha reparado nisso, será que não tem celular ou estão com o mesmo problema que nós tivemos?

Agora me conta, como é por aí na tua região? Qual o nome dado ao telefone publico? Você já reparou se tem próximos a você?

Muit Luz e Paz!

Abraços

Tarefa de todo dia....

Rotina diaria de quem mora em apartamento e tem cachorro
o melhor amigo do homem nessa hora é o aspirador de pó
(o marido que o diga)


O carinho que os elementos caninos nos dão
 e a oportunidade de fotos "fofíneas"
Valem o sofá todo manchado, com cara de antigo 
(mas é quase novo....rsrs)


Pérola dormindo seu soninho de beleza

 Ibson em sua preguiça infinita, mas é só de faz de conta, 
na real ambos são bem espertos, brincam muito.

E agora vem o mais importante desse post
as pessoas da casa tem suas obrigações
e todos devem participar de tudo
eu cozinho no dia a dia
mas só faço se a pia estiver limpa
sem louça para lavar 
ou seca

Ah, mas se isso não acontecer?
Então, outra pessoa cozinha, ou saimos para almoçar

Sei que a maioria faz sozinha,
mas precisamos mudar isso
e é dificil
somos criadas dentro da cultura machista, 
onde o pai, ou irmão não escolhem a própria roupa
imagina cuidar da casa sem que alguém peça "ajuda"
Foi muito dificil "desconstruir" isso dentro de mim
entender que as pessoas 
não fazem tão bem quanto eu, 
porque elas não tem prática, 
não foram treinadas para fazer
mas eu estou disposta a DELEGAR tarefas
a manter a mente saudável e quando eu realizo uma tarefa
"faço" com carinho e amor 
até por não ser OBRIGADA
a fazer sozinha ou 
a fazer sempre.

Me conta, como anda a sua vida, ainda está carregando o mundo nas costas ou já aprendeu a delegar tarefas?


Muita Luz e Paz!
Abraços




Notícias de Mamãe.....

Mamãe faz aniversário no mesmo dia que a cidade de Curitiba, 29 de março, 
não queria festa, e nós respeitamos isso, 
teve filhas, filho, genro, netas tudo junto e reunido,
teve almoço, sobremesa, bolo e risadas,
muitas risadas e muito carinho.

Mamãe anda com dor no pescoço
em sua viagem no ano passado para ficar uns tempos na casa de uma irmã
voltou com pesoço duro, travado e decidiu que era torcicolo,
teimosa não queria ir ao médico,
levamos ao ortopedista que após exames diagnosticou: 
calcificações nas três primeiras vértebras - 
mamãe descreve: "uns ossos calcificados" 
o medico receitou um remédio para dor e encaminhou ao fisioterapeuta
melhorou um pouco, mas ainda continuou com os movimentos meio travados,
então decidimos leva-la a acupuntura 
(pense numa mulher medrosa, só topou porque a dor era insuportável)
Agora já está na segunda leva de 10 fisioterapias e agulhinhas toda a semana.
Detalhe: quando conta ela fala que o fisioterapeuta fez doer mais o pescoço
Já o Doutor agulhinhas (entrou na metade da terapia) apresentou resultado mais rápido, é mágico.....

Prosseguimos com o tratamento neurológico e cardiológico, 
agora ela já consegue levar na boa as idas ao que antes acreditava ser "médico de louco"

Lembrei de trazer notícias novas sobre mamãe, pois vejo que ainda é muito
presente em nossa sociedade o preconceito com alguns tratamentos médicos.

No caso de mamãe quando falamos que ela iria a um neurologista, 
para investigar o cerebro foi muito dificil, ela se sentia bem, 
em postagens anteriores contei que ela acreditava que mentiamos ao médico
sobre tudo o que se passava, pois não lembrava do ocorrido após suas "ausências".

Veja, mamãe acreditava e aceitava médicos que tratam de transtornos psicológico/psiquiatricos, 
mas rejeitava os que estudam doenças cerebrais para ela cérebro é uma caixa preta.
Claro que foi necessário muita brincadeira para aliviar as consultas, que ela ia 
contrariada, após os exames de imagem do cérebro, que sairam perfeitos falei:
- Veja mãe você tem cérebro? Ou será que pegaram o exame de outra pessoa?
Isso fez ela rir e fez com que as consultas fossem mais suaves

Ela não teve mais epsódios de ausência, o que descarecterizou alzheimer, e continua sendo a maluquina da vez, que preferimos atribuir a caracteristica de hereditariedade....
A consulta ao neuro que antes era de 2 em 2 meses, depois de 4 em 4, de 6 em 6 e agora 12 em 12.

Então, falando do níver da mamãe, a garota completou 81 anos de pura teimosia, foi um ajuntamento de povo (10 pessoas), ao redor de uma mesa, com comida e ela contando as últimas peripécias,
 o que é sinal que a memória recente está funcionando.

Segue a história de uma das proezas de mamãe:
Sobrou maionese do almoço e minha irmã pediu para a filha guardar para à tarde, encherem os canudinhos e comerem de lanche. Lá pelas 17 horas ela entra na cozinha e vê mamãe com um pacote de casquinha de sorvete, faceira, enchendo de maionese para fazer o lanche das meninas. Sorte que minha irmã chegou a tempo, mamãe só tinha enchido duas casquinhas. Quando minha irmã perguntou:
- Que tá fazendo?
Mamãe levou um susto respondeu: 
- enchendo as casquinhas!
Caiu na gargalhada e se tocou que não eram "canudinhos"

Ela me conta isso e se parte dando risada ao que eu emendei...
- Gulosa, na casquinha de sorvete cabe mais maionese...

Todas essas coisas, a gente ri, anota e na consulta conta pro médico, não sei até que ponto isso é clinico pois todas as pessoas da familia fazem esse tipo de coisa e ninguém tem diagnostico algum

Me conta, como andam as coisa por aí?

Muita Luz e Paz
Abraços










Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias