Sonho de Consumo x Felicidade

Assim como várias blogueiras que vejo por aí, eu navego, localizo e salvo imagens de meus sonhos de consumo, e nesse caso não salvei a fonte (se for sua ou souber de quem é me avisa que eu dou os devidos créditos), afinal não era algo que eu sequer sonhava em publicar, apenas estou colocando hoje, sem os devidos créditos, para que você saiba que ser feliz envolve muito trabalho, existem pesquisas de desejos não alcançados (ainda), existem inventários de vida que precisam ser feitos regularmente, para valorizar o que já alcancei. Inúmeros telefonemas e visitas a quem amo, e passeios pelos blogs amigos para ver o que rola pela blogsfera. Olhar-me no espelho e lembrar TODOS os dias as coisas ruins que já enfrentei (sabe aquele período de cravos e espinhas, amigas da onça, nunca ter namorado...etc,etc da adolescencia até a vida adulta??) e ao ver o brilho em meus olhos, sorrir e afirmar para aquela mulher no espelho o quanto eu a amo e admiro.  Isso faz a minha felicidade, que depois de toda essa maratona eu divido um pouquinho com marido, filha, irmãs, irmão, mãe, cunhados, amigos e todos com quem posso...afinal ser feliz é dividir.
Tá estranhando o título parece que não combina com o texto, sabe o que acontece, hoje eu presenciei pessoas falando que não são felizes porque não tem a casa própria, outra porque tá sem dinheiro....Sabe eu sempre fui feliz, mesmo quando passava o mês inteiro comendo pão com margarina, mas deixei de sair com as amigas e me divertir e sem ter dinheiro para sair esbanjando, eu fazia a minha escolha.. E valorizava sempre a minha vida feliz com momentos de extrema tristeza...como quando meu pai teve câncer generalizado, e literalmente apodreceu numa cama, quando minha irmã ficou viúva, quando minha afilhada recém nascida fez uma cirurgia de risco e ficou na UTI. Eu sempre estava feliz, chorava com a tristeza que me machucava as entranhas, mas nunca desejei abandonar esta vida, o bem mais precioso que temos, bens materiais são bens materiais... eu acredito que seria muito mais alegre tomando champagne num hotel 5 estrelas. Entrando e saindo de salas de massagens, comprando sem me preocupar com o preço, sem calcular nenhuma conta, apenas sabendo que vai ser pago.
Com estas tragédias naturais que estão acontecendo, eu me questiono em que mundo vive a pessoa que acredita que para ser feliz precisa, casar ou morar na casa própria, arranjar um namorado ou ter dinheiro.
Felicidade é algo que a maioria das pessoa tem, até acontecer uma tragédia e dai se dá conta o quanto era feliz e não sabia, o motivo? Passa a vida lamentando coisas e deixa de aproveitar o bom momento que vive....
Perdão pelo desabafo, desejo que seu dia seja iluminado, pleno e feliz!
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

12 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Neli Alves publicou o comentário número:

Concordo plenamente com você. Bens materiais vão embora num piscar de olhos... um tremor... uma onda gigante... terras que deslizam... e tudo que foi construído se esvai.
O que fica são as amizades, os amores, o querer bem, o viver cada dia com alegria e bem estar. O bem que existe em cada um de nós, e que dividimos com os que nos ladeiam, esse sim, permanece até o fim dos nossos dias.
Bjks

Adriana Alencar publicou o comentário número:

Pessoas como você são raras, são um exemplo a ser seguido. Na verdade, ser feliz não é fácil, porque envolve a decisão diária, como você colocou, e nem todos tem a força necessária. Eu tenho meus momentos de tristeza, não consigo ser como você, mas este post, com certeza, será uma fonte de inspiração.
Obrigada pelos votos, já chegamos e estamos bem, arrumando a mudança.
Beijo
Adri

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas publicou o comentário número:

Oi querida, eu também acho isso que vc falou, temos que pensar muito e decidir o certo tem acontecido muitas coisas que anda assustando, ai vc vê que é tão frágil diante da fúria da Natureza,ou diante de uma doença, acho que ainda temos tempo pra rever algumas coisas bjs linda fique com Deus Leila

Cristina publicou o comentário número:

Olha Adelaide, é bem isso mesmo que acontece, a gente só da valor mesmo qdo acontece algo ruim, daí lembramos, nossa eu era feliz e não sabia. Temos que valorizar as pequenas coisas e o mais importante ser feliz com o que temos. As pessoas ficam sempre correndo atrás e frustadas insatisfeitas com a vida que têm em função dos outros. Pra mim olhar os meus filhos a minha família com saudeé o mais improtante o resto a gente corre atras. Beijocas pra ti querida e uma ótima semana!!

Neli Rodrigues publicou o comentário número:

A gente precisa saber dosar. Temos que ter nossos sonhos e correr atrás p/ realizá-los, mas tb temos que dar valor a vida que temos, com família, emprego, saúde e mesmo que falte alguma coisa não devemos nos entregar.
Bjs♥

Fernanda de Oliveira publicou o comentário número:

Amiga, Nintendo Wii é tudo de bom. No começo, há 1 ano, a gente só tinha o jogo original que vem com ele, e cansamos de tanto jogar rsrs, só que depois enjoamos e ficou um tempo parado.

Agora com o Wii Fit Plus voltamos a usar com mais frequência, é muuuuuito bom e muito divertido, tenho certeza que vc vai adorar!

Realmente cansa e suamos em bicas hahahaha, mas por isso mesmo que é bom né, ajudar chacoalhar o esqueleto rsrs.

Beijinho ♥

Ro Archela publicou o comentário número:

Que lindo Adelaide! Amei seu texto, ele faz a gente pensar sobre a realidade da vida. Não precisa muito para ser feliz..não é mesmo? Obrigada pelas visitas e comentários! Ainda não estava te seguindo, agora estou. beijos, Ro

Minha Mãe Sabia... publicou o comentário número:

Olha guria obrigada pelo que disse vc tem razao, é um dia de cada vez, mesmo metendo os dois pes na jaca, vamos de novo, desistir nananinana...Vc tem razão tb, bens?pra que? temos que viver bem, isso sim, o material? nos ajuda a ter conforto, mas não é tudo, nem de longe, admiro que ensina aos seus e pratica o desapego,m respeitando o ser humano, pelo que é e nao pelo que tem...
Um beijo

Fica com Deus

Fernanda

Paula... publicou o comentário número:

Amiga fofa!
Vc tem toda razão! Dar valor ao agora, ser feliz hoje, com muito ou pouco...valorizar pessoas que estao ao seu lado, trocando boas conversas...nao perder tempo reclamando dos 'porquês'(de coisas simples).
Conheço várias pessoas que hoje dizem que eram felizes e não sabiam, mas elas tbém não sabem que SÃO felizes hoje tbém!! O amanhã quem sabe?

Beijossss more.

martinha publicou o comentário número:

Bom dia Adelaide tudo bem? Creio que infelizmente boa parte das pessoas optam por serem pessimistas, ao invés de otimista o qué é uma pena, pois creio que pensamentos bons atraem coisas boas e no que tange a felicidade penso que ninguém é feliz plenamente e integralmnte, pois quem consegue ser plenamente feliz vendo a tragédia no Japão, por exemplo? Enfim para que a felicidade exista e possamos dar o devido valor há momentos não tão felizes... beijo e té+

Mayara publicou o comentário número:

Oi Adelaide, infelizmente acho que as pessoas hoje são criadas pra pensar que só serão felizes depois de cumprir uma lista de metas, e qualquer interferência na lista projetada já acaba com a alegria. Mas sabe como é né... a vida não é previsível e fazer planos e quase sempre inútil
Adorei seu blog, um abraço.

samantha prata publicou o comentário número:

confesso que concordo com vc,mas não consigo agir assim o tempo todo...hj por ex, acordei de baixo astral...sei que passa e os motivos q me deixam assim tb passarão,mas por enquanto não consigo não ficar triste...admiro as pessoas que tem essa força e tento buscar a minha aos poucos...bjs



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias