União homoafetiva

Eu sei que o assunto é polêmico, mas quero colocar aqui a minha felicidade com a seguinte notícia:

STF aprova por unanimidade reconhecimento da união homoafetiva -Julgamento, que durou dois dias, teve dez votos a favor da união estável de homossexuais...

O ministro Luiz Fux, o primeiro a apresentar seu voto, deu o segundo voto a favor da união homoafetiva. Falando de improviso, Fux lembrou que homossexualismo não é crença, nem opção de vida. “Ainda mais se levarmos em conta a violência psicológica e física que a sociedade ainda tem contra os homossexuais”. Para o ministro, se a homossexualidade não é crime, não há por que impedir os homossexuais de constituírem família. fonte:Aqui

O motivo da minha felicidade, é por saber que várias famílias, ao saberem da homossexualidade (seja feminina ou masculina) dos filhos, os colocam fora de casa, e por ocasião de suas mortes tem interesse no patrimônio constituído. Dinheiro redime tudo? não! então tem direito sim, quem estiver ao lado da pessoa ajudando a construir o patrimônio. Deixo aqui registrado o meu carinho e apoio a você que é mãe e tem um filho gay, pois sabemos o quanto a sociedade não consegue protegê-lo, o quanto alguns podem magoar e machucar nossos filhos, se nós mães não ensinarmos a nossos filhos a viverem com a diversidade, a sociedade não será nunca um lugar seguro, pois nossos filhos são retrato de como nós agimos e pensamos. Não importa qual o sexo da pessoa que faz nossos filhos felizes, importa sim o amor. Eu estou fazendo minha parte, ensinando minha filha que todos são diferentes fisicamente e iguais em essência, somos feitos de matéria e alma.
A foto abaixo é do meu cachecol que chama bastante a atenção quando uso, falo que ele representa o amor a diversidade, veja todo ele é feito do mesmo fio, mesmo material, e cada carreira tem uma cor diferente. Eu acredito que sejamos assim como meu cachecol e devemos nos unir.

FELIZ DIA DAS MÃES!
Muita luz e Paz!
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

8 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

igreja batista palavra da cruz publicou o comentário número:

OLÁ ADELAIDE, TUDO BOM? ESPERO QUE VOCE ESTEJA ÓTIMA E GOANDO DE BOA SAÚDE.
VISITEI O SEU BLOGE QUERO PARABENIZÁ-LA PELAS POSTAGENS, QUE POR SINAL, ME FEZ MUITO BEM.
GOSTEI DEMAIS DE SEU BLOG E JÁ LI VÁRIOS ARTIGOS, ALGUNS MUITO DIVERTIDOS. AINDA NÃO LI TODOS, MAS DEVAGAR EU CHEGO LÁ.
UM GRANDE ABRAÇO E UM LINDO FINAL DE SEMANA.
DEUS TE ABENÇOE RICAMENTE.

BJS
CLAUDIO E ADRIANA

Josy publicou o comentário número:

Adelaide, estou de pleno acordo com vc, em todas as palavras que disse, conheço mães que tem seus filhos gays, sofrem com o preconceito na própria casa, enfim somos todos iguais como vc disse, e acima de tudo humanos e como humanos devemos respeitar a amar ao próximo como nos foi ensinado... Bjocas amiga bom final de semana

C. publicou o comentário número:

Eu respeito muito essa decisao, mas confesso que ainda nao sou um "ser de luz" para aceitar. Enfim... ninguém disse que o caminho da evolucao pessoal era fácil...

Linda homenagem para vocês maes, com destaque para você e para aquelas que preparam seus filhos não somente para a vida neste mundo, mas para além dele.

Desculpe se perco tuas postagens, eu visito primeiro quem deixa comentário, então por isso acabo vindo mais tarde.

Um grande beijo!

Palavras Vagabundas publicou o comentário número:

Adelaide,
o melhor é que agora os direitos civis serão para todos, independente de sua orientação sexual. Conheço um caso em que as famílias se engalfinharam quando da morte de um deles, o parceiro parecia que não existia quando havia sido o que mais tinha contribuído pelo patrimônio.
bjs
Jussara
Feliz Dia das Mães!

Kinha publicou o comentário número:

Mais um passo na luta contra o preconceito!
:)

Kinha publicou o comentário número:

Mais um passo na luta contra o preconceito!
:)

» Cynthia Brito! publicou o comentário número:

Definitivamente eu sou contra! Não que eu seja preconceituosa quanto à isto, mas digamos isto não entra na minha cabeça. Sou contra a união, mas cabe a cada qual decidir o seu papel, o seu futuro. E isto eu não posso fazer por ninguém. Minha teoria é de que homem foi feito para mulher, salvo aqueles que queiram seguir sua vida em favor dos cristãos para Deus (aí é outra coisa), muito diferente de conviver e relatar um relacionamento a dois com uma pessoa do mesmo sexo. Hum... sinceramente, esse Brasil vai longe... cada vez mais... e mais!

Quero deixar claro que eu não me meto neste assunto caso se faça uma discussão. Mas não posso deixar imbutida minha opinião.

Grande beijo!

Mayara publicou o comentário número:

Oi Adelaide! compartilho da sua visão e queria que mais mães a tivessem: tanto homossexuais sofrem mais com a falta de apoio na família do que com o próprio preconceito da sociedade... Falando em sociedade, você viu a última do Bolsonaro? Vontade de dar na cara dele!



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias