Entre a vida e a morte - Filme

Um ex-condenado é sentenciado à morte e se vê após a sua injeção letal trabalhando numa pequena cidade do interior. Quando lhe contam que ele recebeu uma segunda chance de Deus, começa a se questionar se ele realmente morreu. Fonte: aqui

Na quarta-feira assisti a esse filme e quero dividir com você, ele está classificado como suspense, e nos leva a uma reflexão importante, pois o protagonista é um ex-presidiário que trabalha, tem uma mulher e uma filha, ao ficar desempregado acaba voltando a vida criminosa e é condenado a morte. Ao acordar trabalhando em um sanatório questiona o que aconteceu e recebe a informação que está tendo uma nova chance de fazer tudo de forma diferente, mas ele sente saudades da mulher e da filha. A idéia é fantástica, mas fica aquela coisa de paternal onde a gente torce pelo "mocinho" que na real é o bandido. E o final fica claro que nós não merecemos uma chance quando erramos duas vezes pois não abrimos mão da nossa história nunca. 

Bem veja o filme e me conte o que você achou.
Eu tenho a "minha verdade", e confesso que meus questionamentos foram abalados pela ótica do filme. Acredito em levar a vida pensando antes de agir. Eu penso no quanto minha família pode ser afetada pelo meu ato, e olha que sou megahiper impulsiva. Aqui mesmo no blog, procuro colocar minha opinião de maneira que cada familiar ou amigo saiba que sou eu, aquela que eles conhecem tão bem que está escrevendo e não alguém escondido em um texto bonito, ou em meias verdades. Assim são meus atos e minha vida. Sou feliz por saber que posso mudar de idéia, mas sempre valorizo cada nova oportunidade de minha vida. Se erro e tenho uma segunda chance, faço o máximo para não incorrer no mesmo erro, pois sei o quão valiosos são os meus amores desta vida.

E você o que acha de quem tem uma segunda chance? Acredita em recuperação do ser humano? ou como diz o médico House no seriado homônimo: "People no change - people lie" (as pessoas não mudam - as pessoas mentem). Qual a tua verdade sobre este assunto?

Essa postagem foi programada, hoje estarei tratando de assuntos de gente grande ...rsrs (Eu sou a prova viva do ditado do House... Eu minto para o mundo que cresci, mas aqui dentro sou uma eterna criança, que sonha em morar na Terra do Nunca...rsrs - filhinha mamãe vai crescer só por um dia tá?)
Abraços


Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

12 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

AC publicou o comentário número:

Adelaide,
A evolução é feita à base de segundas, terceiras e quartas chances. Sempre foi assim, sempre assim será. Quanto ao resto, as resistências têm sempre a ver com a preservação do pouco ou nada que temos, que é como quem diz: mais vale um pássaro na mão que dois a voar. E, na maior parte das vezes, nem sequer olhamos para o nosso pássaro: o nosso olhar fica preso aos que voam.

Beijo :)

Duh Franzen publicou o comentário número:

Adelaide
Por sermos falhos e imperfeitos, acredito que todos temos o direito a segundas, terceiras, quartas, enfim eu acredito que se deva dar chances a alguem que está realmente arrependido, e é pelas atitudes que a pessoa vai demonstrar se está recuperada ou não.

Boa noite...bjinhos p/ voccc!!

Cíntia publicou o comentário número:

Olá Adelaide :)
Que frio nessa terrinha amiga!
Fiquei super curiosa com o filme,acho que deu para perceber que sou filmemaníaca rsrsrs e quando o filme nos leva a pensar,refletir,aí fica melhor ainda.Sobre a recuperação do ser humano,pra mim é relativo.Há os que aproveitam a 2ª chance e há os que a deixam escorrer pelo ralo...
Beijinhossssssssss

Marly publicou o comentário número:

Olá, Adelaide,

Este filme parece ser muito bom, fiquei com vontade de vê-lo. Um dia desses eu vi um pedaço de um filme com temática parecida, mas tratava-se de um suicida que 'acordava' trabalhando num bar. Não pude ver o fim, porque estava passando na TV, que ficou ligada, e já era altas horas da madrugada, quando acordei e me dei conta do fato, rsrs.
Eu discordo do House. As pessoas mudam sim, embora não todas, e nem com a rapidez que seria desejável.
Mas há casos de dramáticas mudanças instântaneas. Enfim, quando se trata do ser humano, tudo é possível.

Um beijo!

Josy publicou o comentário número:

Querida Adelaida, vou assistir esse filme fiquei super curiosa. Quanto a chances, eu creio que todos nós temos o direito de ter novas chances, mas como dizia meu pai. Errar é humano, mas persistir no erro é burrice. Quem somos nós prá julgar, mas todos temos diretos a chances nessa vida, mas não temos o direito de abusar da bondade e compreensão dos outros qdo nos perdoam pela primeira vez. Adoro o House, mas ele erra nessa frase, por que as pessoas mudam sim, e mentem tbém... bjocas

Mayara publicou o comentário número:

Oi Adelaide!
Eu acredito firmamente em mudar: acho que todo mundo mente, senão para os outros, para si mesmo, mas se não houvesse possibilidade de mudança, não veria sentido na vida. Já pensou que eu seria sempre meus erros adolescentes, e não poderia mudar de idéia, crescer e amadurecer? Ora, eu não sou a mesma pessoa que já fez muitas besteiras que hoje eu condeno- hoje eu faço outros, que provavelmente condenarei futuramente rsrsrs Eu não vi o filme, mas vou procurar por aqui e dps te conto! Um abraço!

Neli Rodrigues publicou o comentário número:

Assisti ao filme e confesso que ele me decepcionou um pouco, pois esperava beeem mais.
Sobre mudanças...não creio em mudanças radicais, acredito que a gente pode ir melhorando algumas coisas mas aos poucos e devagar. São raros os casos de pessoas que se transformam para o bem da noite p/ o dia, isso parece mais coisa de ficção.
Adelaide, esta semana assisti no TeleCine, um filme que já tá bem "batido", mas que nunca tinha visto, é "A vida secreta das abelhas" e adorei! Apesar que depois de ver um filme, vou a sites sobre crítica de cinema p/ ver o que dizem e a crítica foi bem dura com este filme, mas EU gostei.
Bjs♥

Néia Lambert publicou o comentário número:

Adelaide, ninguém é perfeito e estamos todos sujeitos ao erro. Quanto a uma segunda chance, acredito que vai depender da personalidade de cada um aproveitar para mudar suas atitudes. Alguns, mesmo tendo mil novas oportunidades, não iriam melhorar em nada. Então é muito subjetivo.

Beijos

Pepa publicou o comentário número:

Oi Adelaide, é a Vi, eu creio que as pessoas estão sempre mudando, talvez não mudem como nos imaginamos, ou nos não mudamos como nos planejamos, pois existem coisas que não estão sob nosso controle.
Por esse motivo sempre temos que dar mais uma chance, afastando o desanimo, o descredito.
Beijos,Vi

Simone Scharamm publicou o comentário número:

Oi, Adelaide,
Acredito sim em segundas e terceiras chances! faz parte da vida o erro e acerto, né? Acho que sempre é tempo de refazer e tentar aceretar!
Vim desejar um fds maravilhoso pra você!
Beijos!

Eva publicou o comentário número:

Adelaide, o ritmo de cada um é tão singular e próprio, quantas chances precisamos teremos para ser feliz, importante acordar o mais cedo possivel porque a vida é limitada no seu tempo. beijinho obrigada pelo comentário e um lindo final de semana para vc.

Helena Pavan Guimarães publicou o comentário número:

Acho que todos tem direito a chances, a gente muda de opinião constantemente...
Beijo e bom final de semana!!!
Helena



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias