Reflexão, desabafo

Você já parou para pensar que as "grandes marcas" tem fábricas na China? Que o custo de mão de obra lá é de 1/3 do custo daqui? Que lá não existem encargos e nem horas extras?
Se você responder não as questões acima, eu te proponho que comece a pensar. 
Se respondeu sim eu te convido a uma reflexão:
Pensando em nosso rico dinheirinho, preferimos comprar um produto "Made in China" por ser mais barato, mas..... 

Sempre tem um mas, a que preço? sim, se nossas industrias não produzirem ,teremos menos empregos, com menos empregos teremos menos dinheiro circulando, maior a desigualdade social, maior criminalidade e daqui  a pouco estaremos reféns da China que terá o monopólio das industrias.

Se você está pensando em viajar para a Europa ou EUA, para fazer compras devido ao dólar baixo, pense no seguinte: Você está indo até lá para comprar a maioria dos produtos que são feitos na China, então vá ao Paraguai / Argentina, que pelo menos emprega brasileiros e faz com que o teu dinheiro favoreça a América Latina, isso sem contar que os Paraguaios e Argentinos, também gastam bastante no Brasil. Eu sei que tem muita gente que só agora, terá a oportunidade de ir para lá para fazer turismo, ótimo. 

Mas na hora de escolher o que e onde comprar, opte por produtos nossos. Favoreça a nossa economia. Dê empregos no Brasil e na América Latina. Até mesmo por princípios ecológicos, o que é produzido lá fora, tem grande prejuízo ao meio ambiente ao ser transportado até aqui. Isso sem contar que a grande maioria sonega os impostos, declaram uma coisa e trazem outra, ou trazem com valor ínfimio, para pagar pouco imposto e depois cobram horrores, tudo por ganância.

Faça suas compras de forma consciente. Privilegie o mercado local, compre artesanatos, produtos cuja fábrica seja em solo brasileiro. Você também é responsável pela geração de emprego e renda do nosso país.

Muita Luz e Paz
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

15 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Mayara publicou o comentário número:

Oi Adelaide! eu costumo consumir produtos brasileiros e depois daquela polêmica da Zara e outras empresas grandes e "de marca" com relaçao ao trabalho escravo de estrangeiros aqui mesmo no Brasil, fiquei mais cabreira ainda. Cada vez mais, tento me conscientizar e aos outros de comprar somente o que é necessário, moral e ecologicamente correto! Muito bom o texto! Um abraço.

Jac Mon publicou o comentário número:

Oi Adelaide,
muito pertinente seu post, deveríamos realmente repensar nossas escolhas porque temos ótimas empresas nacionais que produzem excelentes mercadorias na área textil,cosmética,farmacéutica, vestuário etc. Penso como vc, deveríanos privilegiar sempre os de casa, empresários visinhos, do bairo, da cidade, e daí partir para outros. Enfim, esse assunto é longo...
Um abraço e bom fim de semana!
Jac
www.flormosuras.blogspot.com

Juni Biscuit publicou o comentário número:

Oi Adelaide, difícil é fazer as pessoas pensarem assim...muitos não têm consciência de que através do que compram podem gerar empregos para os brasileiros ou deixar de fazê-lo.
Mas fica a proposta, para pararmos e pensarmos um pouco mais naquilo que adquirimos!
Beijos, tenha um ótimo fds.

Imac by Artes publicou o comentário número:

Adelaide querida!
Seu texto é muito bom e oportuno
para uma reflexão.
Que bom seria se todos pensasem assim!... Enquanto não existe essa consciência, vamos fazer a nossa parte.
Abraços! Um final de semana abençoado pra ti.

Maria Reciclona publicou o comentário número:

Olá Adelaide. Maria Reciclona apóia seus argumentos e acredita na economia solidária. É preciso ainda mais, é urgente repensar a necessidade real de consumo. Porque não recusar? Porque não reutilizar? Porque não reciclar? Há tanto o que se fazer antes de passar um produto pelo caixa de uma loja ou supermercado, não é mesmo?
Parabéns pelo post.
Abraço

Pepa publicou o comentário número:

Oi Adelaide, é a Vi, eu não compro produto pirata, e produto chinês, só se eu for enganada..
A aparência dos produtos chineses podem até ser igual , mas a qualidade é 70% inferior.
Sem contar os fatores citados por você.
Eu não tenho condições de ir aos EUA, e acho isso bom, porque infelizmente são raras pessoas( e eu não me incluo) que quando tem uma situação financeira melhor, pensa nos outros e renuncia a oportunidade de levar vantagens, até porque fazer compras em outro pais, pagando os impostos não é ilegal, mas com o dólar baratinho é muito prejudicial a nossa economia.
Beijos,Vi

Maíra publicou o comentário número:

Sabe que penso muito sobre isso. Eu procuro comprar a mairo quantidade de itens direto do produtor, como feiras de produtos naturais, artesanato... Até dou preferência a Campo Largo em relação a Curitiba...
Falando nisso em breve a gente tem que marcar um encontro pra te entregarmos o brinde do sorteio! Assim que finalizar te mando um email combinando.
Bjo

Palavras Vagabundas publicou o comentário número:

Querida, há muitos anos procuro comprar podutos brasileiros, mesmo algumas vezes sendo mais caro, tive péssimas experiência com produtos "made in China". Gosto do conceito:"Você também é responsável pela geração de emprego e renda do nosso país."
bjs e bom fim de semana
Jussara

Márcia publicou o comentário número:

Oi Adelaide!!
Ótimo blog! Adorei!!!

Também sou adepta a nossos produtos e feitos com nossas mãos.
E lá fora não é diferente! Se dão muito valor ao produto feito a mão como o tricô por exemplo, coisa que aqui acho que está renascendo também.
Tomara!!
Beijinhos!
Márcia

Denise publicou o comentário número:

Adelaide, eu penso nisso, aliás, além dos itens q vc abordou, ainda tem a qualidade. As vezes compramos produtos pelo preço, mas não percebemos q por uma pequena diferença de preço, adquirimos bens mais duráveis. Assino em baixo de seu desabafo. Muita paz!

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas publicou o comentário número:

Oi amiga eu compro enfeites de Natal, que hoje a gente vai em todos os lugares depois que tira a etiqueta made in China, eu comprei uma bolsa aqui em loja linda depois que fui ver em baixo estava isso, parece que invadiu tudo, agora óculos nem pensar, só pouca coisa mesmo que eu compro,Um lindo fim de semana bjs Leila

Bibia Bueno publicou o comentário número:

Bem interessante... hoje tudo é da China, não? Feliz fiquei de comprar peças e ver que eram da ìndia. Quase nunca alg de um país é dele mesmo, é sempre da China. Coisas nacionais eu aprovo, sempre prefiro. Mas gosto de coisas que por aqui não se faz, porém tudo que dá pra ser daqui, eu prefiro! :)

Beijocas!
Bia

Iara publicou o comentário número:

Há menina, quanto tempo ainda passará até que essa conscientização vire moda e assim as pessoas passem a achar tão bonito como acham comprar fora do país.
Espero que não muito, mas tenho sérias dúvidas a respeito.
Um beijo lindinha

Beatriz! publicou o comentário número:

Infelizmente quem sofre com tudo isso são as pessoas menos favorecidas economicamente. Por isso devemos divulgar e mudar nosso pensamento com relação aos produtos importados.
Devemos sim valorizar nossa cultura e nossos produtos. Mas também lutar por uma queda na cobrança absurda de impostos.
Ótimo final de semana!!!!
"O amor surge quando aprendemos a admirar as qualidades de uma pessoa, que com sua simpHles presença, nos faz sentir especial."
Bjs...de luz e muita paz!

patty publicou o comentário número:

Adelaide, eu penso exatamente assim. Mas agora temos o problema das marcas brasileiras que fabricam na Índia. Temos que começar a olhar as etiquetas. Bjs.



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias