Roubo de Peróba Rosa

No jornal do Paraná desta quarta-feira tivemos a seguinte notícia:
Ladrões roubam madeiras de construções antigas, especialmente a Peróba Rosa, que tem alto valor  de mercado, e é usada para fazer móveis rústicos. O descaramento e ganancia é tamanho, que eles arrancam telhado, janelas e paredes. Na maioria das vezes eles Desmancham casas abandonadas, armazéns ou currais. E quanto mais longe de centros movimentados mais fácil para eles agirem. Teve uma cidade do Paraná onde os ladrões roubaram mais de 50 anos de história ao desmancharem a igrejinha, história esta que agora faz parte apenas do imaginário.
Gente a ganancia só funciona devido a lei de oferta e procura. E como agora o mercado de "móveis com madeira de demolição" está bombando, pois é moda ter algo assim em casa, as pessoas que fazem móveis estão comprando as madeiras sem saber ao certo sua procedência e com isto estão estimulando este tipo de crime, que para mim é algo muito triste. Precisamos repensar nossas ações e verificar bem que tipo de ação criminosa uma simples compra de um móvel pode estar estimulando. Nesta hora prefiro os móveis feitos de madeira certificada (embora, aí também tenha uma rede de crimes incrivel, que se aproveita) ou simplesmente de madeira ecológica, como pinus, eucalipto e bambú.
E você como está fazendo a sua parte nesta coletividade. Sim pois somos inderetamente responsáveis por um crime, ao passo que não buscamos saber a fundo maiores detalhes sobre o que adquirimos.

Deixo aqui o meu apelo, para todos nós buscarmos fazer a nossa parte, com a arma que temos. A compra. Se ninguém comprar móveis de procedência desconhecida ou não certificada. Logo este crime não terá motivo para acontecer. Se não existir receptação - não existirá ladrão.
Pense nisso! Está em nossas mãos o controle da criminalidade.
Muita Luz e Paz
abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

17 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

patty publicou o comentário número:

Não dá para acreditar na imaginação das pessoas. O que elas inventam para roubar. O jeito é saber de quem vc está comprando e de onde vem a madeira. Às vezes pagar mais caro é a única solução. Bjs.

RENATA REIS publicou o comentário número:

as vezes eu nao entendia o pq das matanças no Para por causa das arvoresdevido as denuncias ilegais de desmatamento, aí maridinho me explicou...(lerdiiiinha), madeira vale mais que ouro!!!!assim que as bonitinhas ( cadeira E CHAPELEIRO) estibverem reformadas, mosto, beijos!!!!

Imac by Artes publicou o comentário número:

Texto oportuno e reflexivo!
Tens razão minha querida.
Se não existir receptação, não existirá ladrão.
Móveis de demolição marcam uma tendência, acho-os maravilhosos mas precisamos sim verificar a fonte antes de comprá-los.
Abraços com muita paz!

Paula...(Cotidiano de uma Amig@) publicou o comentário número:

Bom se todos ouvissem e entedessem, infelizmente a minoria é concientizada.

Abração!

Açuti publicou o comentário número:

Oiiii Adelaide,

nossa muito triste isso. Acho lindo os móveis de demolição, mas acho mto caro tb....
Triste realidade saber desses roubos.

bjkkkssss

Cátia Raposo publicou o comentário número:

É mesmo uma sacanagem sem tamanho! Destruir patrimônios públicos em prol da ganância! É muito triste mesmo!
Parabéns pelo post...super apoiada!

PS:Adorei sua visitinha lá no blog viu?! Apareça mais vezes...é sempre bem vinda!
bjs!

Josy publicou o comentário número:

Infelizmente isso é muito triste amiga, outro dia mesmo eu estava no dentista e estava lendo uma revista e a matéria falava sobre isso, la eles aconselhavam que as pessoas devem comprar apenas madeira com certificado do Conselho Florestal (ou algo parecido)e pediam justamente para comprarmos madeiras de demolição pra evitar mais derrubadas de novas árvores, mas por outro lado com isso, existe a ganância como vc disse, é triste muito triste, está em nossas mãos, e se cada um faz sua parte quem sabe né amiga, mas mesmo assim o crime continua...ótimo texto....bjocas

Eva publicou o comentário número:

Noossa Adelaide, como tem coisa feia acontecendo por aí e a gente não imagina, sem limites esse mundo, obrigada por divulgar e fazer essa campanha, não é tão óbvio assim não, é preciso que fiscalizemos para moralizar, parabéns pelo post, beijos querida, obrigada pelo carinho e presença no blog.

Betty Gaeta publicou o comentário número:

Oi Adelaide,
Eu tb fiquei chocada com a notícia deste roubo que anda acontecendo.
Beijos 1000 e uma 5ª-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

Fernanda Fernandes publicou o comentário número:

GENTE ,ESTA FALTANDO MAIS O QUE PARA ACONTECER NESTE PAÍS?

Socorro,a falta de impunidade é demais né??

mas vamos falar de coisas boas!!!adorei sua visita espero te mais mais vezes por lá!

beijão
fernanda

Lisy Brinhosa publicou o comentário número:

Concordo plenamente com vc... ainda ontem apareceu uma reportagem no Mais VC falando da venda de casas antigas no Paraná para que a madeira fosse utilizada. A Ana falou do "crime" que é desmontar uma casa dela e aproveitar sua madeira para móveis...

espero q um dia as pessoas tenham mais consciência e percebam o mal q fazem a td que as creca..

beijão... boa quinta-feira...

Welize Archas publicou o comentário número:

Adorei seu blog...já estou te seguindo...
Quando quiser faça uma visitinha no meu blog e conheça meus trabalhos em scrap decor.
http://welize.blogspot.com/

bjs

Fabiana Tardochi publicou o comentário número:

A que ponto chegamos???
Tudo o que eu tenho em casa foi comprado a muitos anos e foi repaginado por mim a pouco tempo, mas quando tenho que comprar alguma coisa, sempre procuro saber a procedência, é o mínimo que podemos fazer....
um beijo

Leovi publicou o comentário número:

Creo que tienes mucha razón, el que compra no le preocupa la procedencia y actúa tan salvajemente como el que la roba. Un abrazo.

Maria Reciclona publicou o comentário número:

Gente, fiquei preocupada,juro!. Estou construindo um banco com tabuas de peroba rosa que foram assoalho na casa do meu pai e pelas minhas contas a madeira tem mais de 60 anos. A questão é: o banco vai ficar na varanda e será que esses larápios vão roubar meu banco tão sonhado? Ah não, isso não. Já estou rezando pra são José (ele foi marceneiro né?...) para proteger meu banco que está ficando lindo... Gente mais sem ter o que fazer. Vê se pode, roubar patrimônio histórico? A pena aplicada deveria ser a idade do bem roubado.Aí queria ver larápio arriscar...
Abraço querida.

Lia Gloria publicou o comentário número:

Muito pertinente o teu alerta viu Adelaide?! Eu pelo menos, nunca havia atentado para esse tipo de coisa, bjs



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias