Dia do Indio - o brasileiro puro...

Puro em essência, em sentimentos, e também por ter sido o primeiro habitante de nosso país. Minha homenagem neste dia é com uma explicação assim meio torta. Vem comigo!

O pai de meu progenitor era um misto de negro e bugre (índio), major do exercito e com uma ponta de excentricidade que beirava ao cúmulo do autoritarismo. Todos (todos) os netos, os nomes foram "sugeridos" por ele (imagina você hoje tendo que colocar o nome do teu filho aquele que foi escolhido pelo seu sogro.....rsrs) - mas graças a isso, na família convivemos com algumas palavras do Tupi-Guarani.

E hoje trago a você uma explicação do nome dos índios mais próximos a mim. Do meu núcleo, de 4 irmãos 3 temos nomes indígenas, que passo a apresentar a você em ordem crescente.

Meu irmão, que fez aniversário dia 14/04 - signo de áries, cujo nome AIMBERÊ, significa: Duro, Inflexível (se meu avô soubesse o quão turrão seria este menino, teria escolhido outro nome....rsrs); flauta imprestável ou lagartixa - Na história temos um chefe indígena do século XVI, um dos principais líderes do episódio histórico que ficou conhecido como Confederação dos Tamoios. Tirei daqui


Eu sou ARAÇAÍ, sou uma planta da família das mirtáceas, sou medicinal e você deve me conhecer, pois estou espalhada por todo o Brasil - Sou conhecida também como Araçá   -  "Fornece madeira muito forte, própria para vigas, engradamento, moirões, cabos de várias ferramentas e instrumentos agrícolas; serve para lenha e carvão de alto poder calorífero. Sua raiz é antidiarréica, diurética e a casca serve para curlume. Suas folhas, principalmente os brotos, são adstringentes e fornecem matéria tintorial. Seus frutos são comestíveis, também adstringentes, ricos em matéria sacarina, mucilaginosos, nutritivos e corroborantes dos intestinos, muito usados c apreciados para doces. Na sua casca existe uma substância cerácea que falta nas outras espécies. Seu fruto tem o sabor parecido ao do morango servindo para doces em massa idêntico à marmelada, cujo consumo é enorme no Brasil. Chama-se “araçàzada”. É cultivada no Brasil desde as Guianas até São Paulo. Muito apreciado e cultivado também no estrangeiro. Em Minas Gerais há a espécie Sampaionis (fruta-de-pomba). No Pará chamam-na aracaíba, araçá-pedra ou araçaí." Tirei daqui




E a minha irmã caçula AÇAÍ - também conhecido por Juçara/Jussara é a plameira que dá aquele palmito delicioso, que atualmente está em risco de extinção - mas é amplamente conhecido também por seu fruto que agora está famoso mundialmente por suas propriedades medicinais.




Como vê (coloquei fotos para você nos conhecer melhor) e hoje é o nosso dia, Dia de índio, dia daquele que deveria ser o mais valorizado em nossa terra, pois tem seu valor e não devemos deixar que desapareçam de nosso território. A maioria dos países exterminaram seus indígenas, não deixemos isso acontecer em nosso espaço. 

Não se iluda você também faz parte deste grupo (para a maioria dos países ainda somos selvagens, vivemos em ocas e andamos pelados - ê maravilha!!!rsrs) Ao proteger o indigena você garante a preservação do conhecimento medicinal de inumeros produtos nativos e garante a nossa existencia por muito mais tempo no planeta.

Que este dia seja de conscientização do valor desta cultura rica e maravilhosa.

Muita Luz e Paz!
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

5 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Kinha publicou o comentário número:

M uito interessante seu post de hoje. Adorei!

Pepa publicou o comentário número:

Oi Adelaide, é a Vi, também tenho descendência indígena por parte de mãe.
acredito que um dos maiores fatores que influenciam a destruição da cultura dos índios, é o progresso, tanto do lado daqueles que querem suas terras, como de alguns deles, que de índio só leva o nome, pois negociam a riqueza da nossa flora e dos nossos minérios com estrangeiros.
Gostei das informações que você deu sobre os nomes.
Beijos,Vi

Néia Lambert publicou o comentário número:

Adelaide, muito interessante a sua explicação.
Precisamos mesmo ter mais respeito pelas comunidades indígenas tão invadidas no seu espaço e na sua cultura.

Beijos

Celena publicou o comentário número:

Amei seu post, linda sua homenagem aos nossos irmãos indígenas... obrigada pela visita, seja sempre bem vinda ao meu cantinho...bjs.

patty publicou o comentário número:

Adorei o nome do seu irmão. Pelo jeito, foi bem escolhido!



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias