Cabelos moldura do rosto???

Eu não entendo o cabelo como moldura do rosto e sim como identidade. Você faz o que quiser com ele e até os 30 anos pode arriscar muito, pois cabelo cresce e muito....claro que depois devido a mudanças hormonais e carga hereditárias fazem com que não cresça com tanta força, pode alterar a textura e a quantidade costuma reduzir bastante.


Homens de minha vida sempre usaram cabelo bem cortado ou curtíssimos, mas acho lindo um homem de cabelo comprido desde que bem cuidado.

Já as minha adolescentes do momento "pararam" na marra para uma foto para ilustrar para você um pouco do momento atual 

Cabelos escuros e longos, cheios de cuidados...............


Minha sogra posou com sua cabeleira branca e linda, que antigamente a moda mandava era cobrir totalmente com camadas de tinta. Hoje esta cor de cabelo está na moda e diversas pessoas famosas ou não, tem ostentado com muito orgulho sem aquela sensação de dívida com a sociedade, assim como ela o faz a muitas décadas.


Na vida que deveria ser de adulta (ainda tenho 12 anos) mantive meus cabelos de diversos comprimentos, nesta primeira foto com sua cor natural um pouco abaixo do ombro.


Fiz permanente, lembre-se sou do século passado e isso já foi moda....e também fiz escova definitiva (que não deixa de ser um permanente as avessas...........tudo para tentar me livrar de um punhado de cabelos crespos que insistem  em morar nas duas laterais.. Gente fiquei que podia enfrentar um tissunami que sairia de dentro da onda com a cabeleira intacta.



Mas um dia chegando do trabalho após um dia de muito calor, parei em um salão e não tive dúvidas (eu transpiro muito na cabeça) mandei raspar.....claro que o profissional em questão primeiro tentou vários cortes mais curtos e de um cabelo abaixo do ombro eu sai de lá com a cabeça inteiramente raspada, livre feliz....... 

E paguei só 3 dinheiros, mesmo ele tendo feito 4 cortes maravilhosos...sim eu queria raspar e ele não...

Mantive minha cabeça raspada por 6 meses, ou durante todo o verão....não tenho foto da época totalmente sem cabelo mas tenho uma quase lá......Perdoem a qualidade das fotos, mas são fotos de outras fotos e essa minha sem cabelos é uma 3 X 4.

Me perdoem aquelas que sofrem e choram ao ter que mudar o visual, mas para a minha vida o cabelo não é o mais importante, neste período de cabeça raspada eu consegui o que eu passei a adolescencia inteira tentando - agredir algumas poucas pessoas e ser amado por muitas outras e sem esforço algum. 

Os que se sentiram agredidos, eram aqueles que não me conheciam e vinham na busca de uma história triste, talvez para começar a pensar com que roupa iria ao meu funeral. 

Agora as que me conheciam.... estas ao me ver sorriam e me abraçavam com tanto carinho... 

Pessoas me abordavam na rua para dizer que tem vontade de fazer o mesmo mas não tem coragem pois tem o rosto muito gordo, ou muito fino, nariz grande demais, pequeno de mais e por ai vai.....

Cabelo longo depende muito de onde se trabalha, a maioria dos profissionais devem mante-los sempre presos (odeio ser atendida por alguém que o tempo todo mexendo no cabelo)  ou aquelas pessoas que tem um olho só... 

Por isso aqui em casa todos os 3 são desapegados. O que emoldura nossos rostos é a nossa aura. Um sorriso opera verdadeiros milagres.
Ah! o esmalte que usei é da Impala Disco Azul Pavão...por motivo de pressa e visitas em casa, não consegui uma foto boa com ele, você vai ter que se contentar com aquela que está lá no cabelo da minha sogra....

Quer ver um monte de coisas sobre cabelo??? Vai até o blog da Fernanda Reali e confere tem um monte de meninas pintando as unhas e falando um monte...além das fotos lindas do Baú Lola  , não é meninas?


Moldura do rosto, para mim, é a aura e o sorriso. Por isso caso nos encontremos, sorria é isso que me fará reconhecer em você aquilo que acredito.


Muita Luz e Paz
Abraços


Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

22 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

LEONOR MARIA LÈO publicou o comentário número:

"...Por isso aqui em casa todos os 3 são desapegados. O que emoldura nossos rostos é a nossa aura. Um sorriso opera verdadeiros milagres..."
LER VC FOI UMA GRATA SURPRESA...AMO FDS LONGOS TB POR ISSO...TENHO MAIS TEMPO E POSSO LER OS POSTS DAS COLETIVAS, DESCOBRIR CÉREBROS-PÉROLA E ME RELACIONAR COMPESSOAS QUE REALMENTE VALEM A PENA...VC É MAIS UMA PESSOA QUE VOU GOSTAR DE AMAR DE HOJE EM DIANTE...

Crys Leite publicou o comentário número:

Adelaide concordo com vc, é tudo questão de personalidade. Cada um com seu estilo. Eu amo cabelão e só prendo ele na hora de cozinhar (e bem preso). Trabalho com eles soltos, pois meu trabalho me permite isso.

Adorei =)

Turquezza publicou o comentário número:

Falou tudo: o sorriso e a aura !!!!!!!
Também penso assim.
Não teria coragem de raspar a cabeça, mas uso o meu cabelo bem curto.
Tenho uma amiga, de cabelos loiros naturais, compridos (ela faz uma trança enorme) e um dia fez uma promessa . E quando o episódio se realizou, ela RASPOU a cabeça. Todas nós abraçamos ela com muito carinho. Foi linda a atitude dela.
Gostei muita da sua postagem.
Beijos querida.

Mell Santos publicou o comentário número:

Já passei um bom tempo da vida de cabelos curtos, hj estou deixando os meus crescerem.
Adorei o post.
Bjs Mell.

Um espaço pra chamar de meu publicou o comentário número:

Uauuuuuuuuuuu, loka vc raspou???? Que doido... não teria coragem!!!
rsrsrsrsrsrs...
Bom ver que não somos as únicas descabeladas, tô adorandooooo!!!
Bjs!!!!! Obrigada pela visita!!

Renata Diniz publicou o comentário número:

Adelaide! Achei muito engraçado (e verdadeiro) você lembrar das pessoas de um olho só por causa da cabeleira!!! rsrs. É muito esquisito mesmo. Adorei a originalidade de suas palavras. Beijos!

Lola publicou o comentário número:

Oi Adelaide!
Mulher, que coragem! Hoje sou cagona: não corto meu cabelo nem a pau! Só as pontinhas....Mas já tive dessas de chegar no salão e deixar o Silvinho (meu fiel cabeleleiro) pirar! hahahaha
Lindo post!
Bjs

Pepa publicou o comentário número:

Meninaaaaaaaaaaaa... você raspou zerinho ??
Que coragem, mas vou negar não, teve época de querer fazer o mesmo, só faltou coragem...

Adorei , principalmente a parte do belo sorriso, é a pura verdade, um sorriso faz toda diferença !!!

Bjus 1000 querida e um finde lindão !!

Beth Salvia publicou o comentário número:

Adoooro essas mudanças loucas, e cade as zunhas???? bjssssssssss

Alessandra Alves publicou o comentário número:

Vc é mais corajosa do que eu!
Uma vez, morrendo de calor, entrei em um salão e pedi pra ocrtar Joãozinho. Meu cabelo estava na cintura e a moça não queria cortar. Mas cortou, e eu fiquei muito tempo feliz com meu cabelo assim. Concordo, cabelo é identidade!
Um beijo!

Mari Hart publicou o comentário número:

Se tem uma coisa que admiro demais no ser humano, é esse desapego! Tenho uma amiga que é modelo plus size, linda de morrer, que um dia do nada, deu alokaaaaa e raspou tudoooo! e deixeou de ser linda!? Não! só provou mais sua personalidade!

aqui meus 3 homens (incluindo 2 filhos hein, não me leve a mal! kkk) tem cabelo raspado, adorooooooo!

Bjo, bjo, luz e paz!

Kellen Bittencourt publicou o comentário número:

Oiii, amei a história da raspagem do cabelo, eu confesso ultimamente estou mais apegada aos cabelos do que já fui, já mudei muito sem dó nem piedade, cortei radicalmente várias vezes mas agora ando mais cautelosa, acho que é a idade rsrsr, de qualquer forma estou planejando uma boa mudança, já está na hora! Adorei a sogra posando p as fotos rsr bjoooss

Fernanda Reali publicou o comentário número:

Cabelo raspado é feio demais, odeio, acho sem graça como unhas sem esmalte. Como assim??? A pessoa pode brincar, ousar, usar fios azuis, rosa, vermelhos, pretos, loiros e vai raspar??? nana-nina, nao gosto.

Dá parabéns 1a tua sogra por conseguri manter os fios brancos bem brancos. A maioria dos cabelos brancos tem um tom amarelado horrível, como a vera holtz na novela da carminha.

beijooooo

Jussara Neves Rezende publicou o comentário número:

"O que emoldura nossos rostos é a nossa aura. Um sorriso opera verdadeiros milagres." VERDADE. Amei! Por aí se vê o quanto está pobre e seca a sociedade - a valorização do que realmente não tem valor campeia por aí e o que é realmente importante não importa. Não dá pra entender, nem aceitar.
Vim convidá-la a conhecer o meu blog, o minasdemim, hoje com um texto bacana sobre os amantes de livros: http://www.minasdemim.blogspot.com.br/2012/11/o-livro-e-seus-amantes-corteses-e.html
Apareça por lá! Já fiquei por aqui... ;)
Linda semana!

Lêda Bomjardim publicou o comentário número:

OI ADELAIDE, A MOLDURA DO MEU ROSTO NÃO ESTÁ ORNANDO MUITO BEM COM O RESTO, COMO VC MSM DIZ, ATÉ OS 30 SE PODE TD, MAS JÁ PASSEI 6 ANOS DOS 30 E ELE ESTÁ REBELDE... MAS O SORRISO CONTINUA AQUI...
BOM DOMINGO.
BJOS...

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas publicou o comentário número:

Oi amiga que legal saber mais essa sobre vc, eu já cortei tão curto que parecia que tinha passado máquina e continuo no curto adoro, combina comigo, é mais prático sendo que tenho cabelo muito cheio ai diminui o volume, adoro outro dia eu vi em uma reportagem de uma moça que quer ser modelo e tem cabelos curtinhos o moço falou que tem que ter atitude adorei cheia de atitude e depois cresce de novo mas gosto curto bjssssssssss

Elaine Lobato publicou o comentário número:

Adelaide

Já tive o cabelo raspado, mas não foi voluntário, tava no hospital e ele havia queimado, enfim, coisas da vida!
Nem chorei, nem reclamei e ele cresceu novamente!:)
Vc tem razão o importante são os sentimentos que transmitimos!

bjs

Cíntia publicou o comentário número:

Querida Adelaide, vc sempre surpreendendo!Eu não teria coragem de raspar nunquinha, adoro meus cabelos aos ombros rsrsrs.Beijoss amiga.

Adriana Balreira publicou o comentário número:

Adelaide,
Sou como vc, sou desapegada a cabelo, já cortei bem curtinho mesmo e não tenho pena de cortar. Cabelo cresce!
Beijos
adriana

patty publicou o comentário número:

Ai, que post lindo! Eu fui apegada até os 12 ou 14 anos, sei lá. Depois aprendi que cabelo cresce e finalmente aprendi que pouco importa, tenho mais o que fazer. No ano passado quase perdi todo o cabelo pq fiz umas experiências, os fios quebraram e caíram pela metade, mas eu - incrível - fui a única que não dei a menor importância. Qdo me perguntavam o que tinha acontecido, eu dava risada. Cortei curto, o cabeleireiro fez o máximo que pôde para salvar. Cabelo cresce, já estou de novo com um cabelão. Ondulado, como ele sempre foi, pois nos meus cachos ninguém mexe. Cabelo liso é bonito nas outras. Bjs.

patty publicou o comentário número:

Voltei. Algumas pessoas têm que entender que pouca importa o cabelo, a pessoa é mais importante. Bem como vc disse. Como é difícil, né? Bjs.

Sara publicou o comentário número:

Olá, eu realmente gostei do post. Minha família tem cabelo liso e loiro, e eu tenho o cabelos ondulados e escuros. É difícil, mas eu adaptei e agora eu amo meu cabelo. beijos



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias