Zuzu Angel - Filme


Sinopse e detalhes

Brasil, anos 60. A ditadura militar faz o país mergulhar em um dos momentos mais negros de sua história. Alheia a tudo isto, Zuzu Angel (Patrícia Pillar), uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. O desfile da sua coleção em Nova York consolidou sua carreira, que estava em ascensão. Paralelamente seu filho, Stuart (Daniel de Oliveira), ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares. Resumindo: as diferenças ideológicas entre mãe e filho eram profundas. Ela uma empresária, ele lutando pela revolução socialista e Sônia (Leandra Leal), sua mulher, partilha das mesmas idéias. Numa noite Zuzu recebe uma ligação, dizendo que "Paulo caiu", ou seja, Stuart tinha sido preso pelos militares. As forças armadas negam e Zuzu visita uma prisão militar e nada acha, mas viu que as celas estavam tão bem arrumadas que aquilo só podia ser um teatro de mau gosto, orquestrado pela ditadura. Pouco tempo depois ela recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo, mas os militares continuam fazendo seu patético teatro e até "inocentam" Stuart por falta de provas, apesar de já o terem executado. Zuzu vai se tornando uma figura cada vez mais incômoda para a ditadura e ela escreve que não descarta de forma nenhuma a chance de ser morta em um "acidente" ou "assalto". Tirei daqui



Esse é um filme que todos os brasileiros deveriam assistir, eu tive o privilégio de ter um pai que embora contrário a ditadura, não saia as ruas para lutar por aquilo em que acreditava - afinal era filho de militar, mas sempre procurou manter-me esclarecida sobre o que era o país nas mãos dos militares (eu sonhava servir o exército). Papai contava com riqueza de detalhes como eram os interrogatórios. E ao ver este filme, a dor da família e amigos, as perseguições, os relatos que juro não representam nem ao longe esse país maravilhoso que vivemos hoje - parece mais uma Alemanha nazista, logo pensei:
- Sei que temos políticos corruptos (mas isso só depende de nós mudarmos),
- temos  muita carência em educação, saúde e segurança. E no período da ditadura também tínhamos só que os jornais não podiam mostrar. 
- Saímos agora de uma eleição e estamos começando a entrar para a próxima, a mais importante. 
- Ditadura nunca mais! 
Precisamos fortalecer a cada dia a DEMOCRACIA. Não permitir nunca que retorne ao país aqueles dias negros.

Filme lindo que vale muito a pena assistir, sem cenas fortes ou palavrões, com todo o requinte que a época permitia, a decoração fantástica e a moda então é maravilhosa. Veja você não vai se arrepender.

Muita Luz e Paz
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

6 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Andreia B. publicou o comentário número:

Estou curiosa pra ver esse filme, só preciso de uma folguinha dos trabalhos da faculdade...
Mas fiquei de olho nesse filé de pescada ai em baixo... heheh

Me faça uma visita, o meu blog vira e mexe eu coloco uma receitinha tmbm!
Abraçaos.

Sílvia publicou o comentário número:

Oi Adelaide amei esse filme, como outro que adorei foi Olga, esses filmes retrata a história do nosso país, nasci nessa época e ao contrário do seu pai o meu foi militante e oposição ao governo, ele chegou a ser preso mas saiu depois de alguns dias graças a Deus, me aprofundei muito nessa área até que me tornei professora de história, tento mostrar aos meus alunos que a história do nosso país foi feita em cima de jovens que lutavam por uma democracia,emfim tem muita podridão ainda nessa tal democracia, passa lá que tem post de viagem.
Bjs.
Silvia.

Kellen Bittencourt publicou o comentário número:

Eu assisti, gostei muito aliás os atores dão show né! Além de ter uma história bacana e bem elaborada, vale a pena mesmo! Bjooosss

Veronica Kraemer publicou o comentário número:

Adelaide querida, obrigada pela dica, assistirei!
Bjossssssss
Vero

Adriana Balreira publicou o comentário número:

Adelaide,
Já assisti e amei também. Não podemos de jeito nenhum esquecer os tempos que passamos na ditadura! E nunca mais voltarmos a uma. Por isso sou a favor de termos sempre uma alternância de poder, não importa quem esteja no poder. Não podemos deixar o país também entregue só a um partido, jamais!
Beijos
Adriana



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias