Natal reflexão

Com a proximidade do Natal, começo a ver a manifestação das pessoas dizendo que não gostam do mesmo, e vou confessar para você que "Eu Entendo". Pense no seguinte:
- Algumas pessoas perderam um ente querido justamente nessa época (fala sério!! você achava que só o Cristo é que podia morrer em feriado - tipo Páscoa.....rsrs)
- Outros tiveram a infância tão sofrida que a própria família na ânsia de não ver os filhos sofrerem ensinaram a não valorizar a data.
- Tem os budistas, muçulmanos e etc... Que não comemoram o nascimento de Jesus (em suas religiões não existe esse cara, o nome dado ao Deus é outro)

Mas vem comigo para uma linha de pensamento diferente. Esqueça a religião, deixe o Cristo apenas em suas ações e vamos pensar de modo global (não falei para esquecer Cristo apenas não iremos citá-lo). 

Agora imagina todas as propagandas de Natal, com aquela família enorme ao redor de uma mesa Confraternizando - para mim Natal é isso é uma confraternização

Agora pense nas pessoas sozinhas - sei, agora você aceita que eles não gostem do Natal - e você até vai me dizer que conhece alguém assim. E eu vou sentir pena de você por conhecer e nunca ter trazido para sua vida esta pessoa, para a ceia com sua família. Ah! mas você convidou e ela não aceitou. Eu vou ter pena dela que deixa seu orgulho falar mais alto e não partilhou de tão belo momento.

Eu amo o Natal, e não me lembro de um em específico onde fomos apenas nós, sempre tivemos para abrilhantar a nossa festa algum amigo que estava longe da família com quem tem os laços de sangue. Para mim amigos são família por laços de afeto. Ou até a família de um amigo que unia a ceia a nossa para que a festa fosse ainda mais bela. 

E neste ano uniremos várias pessoas que passariam o Natal em pequenos núcleos de 3 ou 4 pessoas em uma só festa de umas 30 pessoas, cada um levará sua bebida e a comida será partilhada por todos. Que foi acha que será complicado? Eu acho que será muito divertido. 

Aí eu comecei a pensar na questão dos jovens que a gente fica observando e fala, é no meu tempo não era assim. Mas no nosso tempo era ensinado a valorizar o Natal. E quem valoriza o Natal respeita o outro. Talvez falte isso a nossos filhos, pois no intuito de não "enganarmos" a gente conta que compra o presente, ensina que é só consumismo. Percebeu??? As famílias que estão ensinando valores avessos, cadê aquela valorização do cartão feito pelo filho, colocado feito um quadro caríssimo na parede da sala para todos verem? Cadê a união da família ao redor da mesa para celebrar a vida juntos?


Aqui em casa ensino a valorizar o Natal, a Páscoa, o aniversário  - enfim eu tento transmitir que a família é importante.
Natal é mais que presentes - Natal é família (seja de sangue, ou de afeto).

Muita Luz e Paz

Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

6 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Eliane Sampaio publicou o comentário número:

Oi Adelaide!!!
Natal pra mim é uma data muuuuuito especial, é uma pena que o consumismo tira seu verdadeiro valor ne?! Maas, façamos a nossa parte, vamos valorizar seu verdadeiro sentido.

Feliz natal pra você!

Já é minha seguidora? =D

http://docelardaeli.blogspot.com.br/

Bjoos, eli..

Kellen Bittencourt publicou o comentário número:

Bela reflexão Adelaide, sem duvida o natal é tempo de união, tempo das pessoas se harmonizarem se encontrarem acho que é sobretudo uma celebração a vida, acho que é uma data linda, independente das religiões! Bjoooosss há, tem agradecimento e lista numerada do sorteio no Blog! Bjooos

Paula...(Cotidiano de uma Amig@) publicou o comentário número:

Minha filha disse: Ah Mãe! Este ano não vai ter graça, só nós 4!!

Ela não esta "errada", ano passado passamos ao lado de muitos primos e pessoas queridas. A entendo pelo baixo número de pessoas, mas o principal já esta completo...a família!!

Concordo com vc, Natal é confraternização e estar ao lado de quem amamos é o melhor! Adorei a ideias de juntas pequenas 'ilhas'
de pessoas e fazer um belo 'continente'...rs. Alegria não vai faltar!

Abração!

patty publicou o comentário número:

Concordo em parte. Eu sempre soube que meus pais compravam os presentes, sempre ouvi eles dizendo que era só consumismo. Mesmo assim, sempre valorizamos a data, o momento de reunir a família. O presente não tem nada a ver com a festa. É bom, mas não é o mais importante.
Ah, eu tb convido pessoas para o natal, afinal aqui em casa é muito pouca gente:)
Bjs.

Palavras Vagabundas publicou o comentário número:

Adelaide, meus natais desde que me conheço por gente sempre tinha os "de fora", meus avós eram agregadores, meus pais também, hoje o Natal é na casa do meu irmão e ás vezes parece que tem mais gente "de fora" que os de dentro! Gente que ia passar sozinho, gente que ia passar só em seus pequenos núcleos e se junta a nós, gente que passa com os seus idosos e sabem que lá a festa vai looonge. Tem gente de todo credo, mas o que vale mesmo é estarmos juntos e a confraternização. Este quase post é para dizer que concordo com cada palavra que você escreveu.
Um Feliz Natal!
bjs
Jussara

Fernanda Reali publicou o comentário número:

Passamos os melhores natais quando estamos só nós 4. nao tive UMA experiência boa com natal em família com a família original, em mais de 40 anos de vida. Só fui ter natal gostoso com a família que construí. Menos é mais, comida leve, pouco consumismo, jogos,fotos e diversão!
Um beijo, amigaaaa



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias