Mudança - Parte I

Se você me acompanha a mais tempo, sabe que já mudei várias vezes (contei aqui sobre o sobrado em Rio Negro/Pr. e aqui minha casa em Campo Largo, as 2 últimas). Algumas coisas aprendi com as amigas blogueiras ou em sites de transportadoras, mas outras aprendi na raça, tem dicas preciosas aqui (clica e vai na pagina com as MINHAS dicas). E agora já com a alma calejada desta rotina cigana, estou na fase de desapego novamente. Para onde vou não vale a pena levar algumas coisas pois, sei que não vou usar.
Essa foto é da edícula aqui em Campo Largo que agora está entulhada de coisa para doação.

Ontem embalei algumas louças e copos que irão para doação. Tenho roupas, calçados, brinquedos, material de artesanato, um roupeiro, um rack, cobertores, colchões, cama e uma coberta de lã de carneiro (gente vou morar no litoral um negócio destes só vai atravancar minha vida, juntar ácaro e pó - sem contar que não tem espaço na casa) . 

Enfim, estou eu aqui me organizando. Liguei para as instituições que arrecadam para fazer as doações, e você sabe que aqui na cidade não consegui ninguém que viesse buscar. Então, em conversa com uma amiga de outra cidade ela conseguiu um voluntário que virá para levar as doações para uma família que numa chuvarada perdeu tudo.

O motivo de eu contar isso para você é para esclarecer uma coisa que eu faço e talvez seja útil na próxima vez que você for fazer uma doação. Vestidos de festas, roupas de praia e peças que não são exatamente um agasalho, eu separo e entrego diretamente para que seja colocada no bazar da igreja, pois assim eles conseguem dinheiro para comprar aquelas coisas que a maioria não doa (escovas de dente, creme dental, sabonete, etc...) ou quando doa é em quantidade pequena para a quantidade de pessoas necessitadas. 

Não doe roupa furada ou rasgada, sempre costure. Afinal se a pessoa está sem dinheiro para comprar comida, imagina agulha linha e outros artefatos que a gente tem em casa (ainda mais em casa de gente que faz trabalhos manuais). 

Doar não é dar aquilo que não presta mais. A gente tem que por para doação aquelas coisas que retirou de circulação por ter comprado uma nova. Ou no meu caso por não caber na outra casa. Não fará falta. Eu estou abrindo espaço em minha vida para receber presentes que estão só esperando para virem até mim assim que tiver mais espaço.

Agora estou fazendo pesquisa da transportadora para levar minha mini mudança - que não é tão mini assim....rsrs E semana que vem ruma a nova cidade tirar medidas dos cômodos para na hora que a empresa chegar com os móveis no endereço novo entregar uma planta baixa já descrito onde vai cada coisa, isso é de uma ajuda maravilhosa.

Muita Luz e Paz
Abraços


Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

15 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

♥Mary♥ publicou o comentário número:

Olá Adelaide♥
Parabéns, pela mudança(ano novo casa nova) e também pela atitude de doação, que bom que achou quem mais precisasse daquilo que agora não mais servirá para vc, também gosto de fazer doação,(se não tivesse achado ninguém sugeriria que entrasse em contato com a Obra Evangelizar do Pe. Reginaldo Manzotti, tem um programa no rádio às 11;00 que é de pedidos e doações em geral...)
Felicidades!!!
Bjs♥

Mamãe Nádia publicou o comentário número:

Boa sorte com a mudança amiga..é uma bagunça, mas logo tudo se ajeita!
Beijos!

www.asosmamaenadia.com

Lezinha publicou o comentário número:

Olá, adorei seu blog, parabéns!! Nossa eu tbm já mudei tanto... Sei bem é uma loucura!! Boa Sorte! Bjos

Adriana Balreira publicou o comentário número:

Adelaide,
Nem sabia que vai se mudar. Está gostando da ideias? Eu sou como vc, doar é dar aquilo que o outro irá fazer uso, não de coisas que ninguém quer.
Boa mudança e que seja tudo para melhor!
Beijos
Adriana

Isabel Cristina Viana Ramalho publicou o comentário número:

Olá Adelaide, parabéns por sua iniciativa! Realmente o que vc colocou é a pura verdade. Muitas pessoas doam roupas rasgadas, coisas quebradas e sem serventia. É bom esclarecer isso às pessoas para que elas mudem seu pensamento com relação às doações que forem fazer.
Já estou seguindo seu maravilhoso blog. Te convido a conhecer o meu:
http://baudaarteira.blogspot.com/
Um abraço, fique com Deus.

Isabel Ramalho

Sílvia publicou o comentário número:

Oi Adelaide.
além de organizada seu gesto é muito nobre em doar o que não se usa, já fiz minha limpeza e doei várias peças tudo em bom estado, pois também acho que não se deve dar roupa estragada.
lindo post.
Bjs
Silvia.

Calma que estou com pressa! publicou o comentário número:

oi Adelaide
ah é bem assim mesmo
mudanças são para isto ,o desapego
e chegando lá tera ais coisas que vai pensar porque trouxemos isto ?
sbe que tb tive dificuldades em todas as mudanças
em Sampa todos que ligavamos , eles queriam quea gente levasse , ninguem vina buscar , alguams coisas que a gente podia levar levava para a igreja , mas a grande maioria ia na calçada - em um segundo já sumia
no RS consegui com Caritas - eles vieram buscar tudo no mesmo dia e ainda mandavam cartão de Natal por v´rios anos
adorei tua nova cidade
boa mudança
e deposi vai mostrando tuas artes na nova casa
bjs
lu

Kinha publicou o comentário número:

Minha tia é voluntária num abrigo de crianças e você não faz ideia de quanto "lixo" as pessoas "doam". Acham que a doação é uma forma de se livrar do que não presta mais...

Maíra publicou o comentário número:

Está saindo da cidade e a gente não se encontrou ainda?! Boa sorte com a nova mudança.
Beijo

Adriana Cristina publicou o comentário número:

Oi amiga muito boa a sua dica e que bom que as coisas que vc não precisa, vai fazer a felicidade de outra família que está precisando!!
Parabéns pela bela atitude!
Vai com Deus e que Deus abençoe sua nova moradia sua nova vida!!
bjks...

Sheyla - DMulheres publicou o comentário número:

Ade

te desejo muita paciência e sorte, em desarrumar pra depois arrumar de novo rsrs Doação é tudo de bom.

Bjos, querida e um lindo Domingo.

patty publicou o comentário número:

É muita cara de pau, hein? Eu nunca doo nada sujo ou rasgado. Se está sujo, eu lavo primeiro, se está rasgado ou em mal estado, eu corto em tiras e jogo no lixo. Doo muita coisa, mas só coisas boas.
Mudança? Deus me livre! Acho que enlouqueço. Por isso vc vive com poucas coisas. Depois me diz como foi o concurso. Mas conta no face, pq aqui eu nao volto para olhar. Bjs.

Beatriz Paulistana publicou o comentário número:

Amiga e Pérola, fico muito feliz em vê-la assim de bem com a vida e preparando com alma sua mudança. Muitas pessoas ficarão felizes...em especial quem receber algo que você não usa mais ou como vc mesma disse que não caberá em sua nova casa.
Que Deus continue os abençoando.
Bjokas...da Bia!!!



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias