Síndrome do feminismo

Domingo saímos para almoçar e quando olhei para a televisão num canto distante do restaurante, vi que estava passando o filme Sherek. Então numa daquelas reflexões "importantíssimas" comentei:
- Não entendo o motivo do Encantado desejar tanto casar com a Fiona.
- Ué!! Ele quer ser o rei, mãe!
- Mas o Encantado é filho de uma fada madrinha, ou seja, ele não será rei nunca.
- Claro que será! Ele quer ocupar o lugar do pai da Fiona.
- Filha o marido da Rainha não é rei. Veja o marido da rainha Elizabeth é Felipe, Duque de Edimburgo.
Não apita nada.
- Mãe o Sherek é um Ogro!
- Exatamente! Nem ele pode ser rei. Ou será que o produtor está sabendo algo que eu não sei?
- Amor, o Sherek é rei de onde?
- De Tão Tão Distante.
- Viu lá o marido da rainha é o rei.
- Mas depois a gente chega no colégio e sofre para aprender que a esposa do rei é rainha e que o marido da rainha pode ser qualquer pessoa. Que ninguém passa a ser rei se não tiver nascido na família real.
- E se o rei morreu, e o marido da Fiona não puder ser rei. Mãe, quem reinaria?
- A Fiona.
- E chego a seguinte constatação, fala-se tanto em transmissão de conhecimento através da sétima arte, mas se olharmos as bonequinhas das princesas Disney, algumas delas não são princesas. São heroínas ou batalhadoras mas pertencem a plebe e tornaram-se princesas ao casar com o príncipe (caso da Bela e da Rapunzel) as demais continuam plebéias. Jasmine casou-se com um ladrão. Vamos nomina-las

Mulan, Jasmine, Pocahontas, Rapunzel, Bela e Tiana. Mulheres fortes de personalidade e que nasceram em lares humildes. De pessoas de bem, cumpridoras de seu deveres e extremamente injustiçadas pela classe dominante.
- Mãe assim a história perderia a graça!



Entendo, isso quer dizer que eu estragaria tudo, mas isso é apenas uma reflexão. 
Será que estou me transformando em uma feminista radical??? 

Não! Eu apenas estava filosofando sobre isso, falando, falando e falando.

E você? Já usou seu tempo para falar sobre algo assim que não muda em nada sua vida, não altera a natureza da coisa como um todo. Mas que ocupa sua mente com algo livre. Sem teorias, ou provas. Apenas divagando?

As vezes sou dada a isso. 

Muita Luz e Paz
Abraços





Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

9 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Adriana Balreira publicou o comentário número:

Adoro discutir algo que não leve a nada...rsrs.. só mesmo para espairecer. E nessa sua eu nem me meto, já que não lembro de mais nada dessas histórias de princesas. E como não tenho filhos e nem sobrinhas...aí que esqueci mesmo!
Beijos

Juni Biscuit publicou o comentário número:

Falar e falar e falar apenas para falar...sei como é e, às vezes, faz bem! kkkk Se bem que você filosofou né amiga?! Pura verdade, mas as criancinhas não estão nem aí pra isso, nós que pairamos com essas ideias e ficamos refletindo à respeito!
Beijos.

Palavras Vagabundas publicou o comentário número:

Divagar sobre um assunto que não mudara nada é tão bom! E o Sherek é Rei no coração da Fiona o resto, incluso política de reinado, não interessa, risos
bjs
Jussara

Jussara Neves Rezende publicou o comentário número:

Adorei a reflexão suscitada pelo mundo da ficção!
:)
Abraço e uma ótima semana pra vc!
Jussara - minasdemim.blogspot.com

Jô Turquezza publicou o comentário número:

Haha imagina se uma garotinha vai entender nosso ponto de vista?
Conjecturas apenas rsrsr
Mas temos que falar sim, mulheres são fortes, podem ser o que quiserem (se não se preocuparem com a opinião alheia, né?).
Divagando .......... isso é muito bom.
Beijos querida.

✿ Rê ✿ publicou o comentário número:

Olá, vim conhecer seu blog e amei!
Amo falar, falar, principalmente com o marido. Questiono muito as coisas. Aguenta!
Já estou te acompanhando!
Fica o convite para conhecer o meu cantinho, será super bem-vinda!
Ótima semana!
Carinhsoamente

Blog: Femme Digital- Mãe, Esposa, Mulher!

Neli Rodrigues publicou o comentário número:

Eu adoro estas reflexões que não levam a nada. Sou de perder um bom tempo com isto tb, kkk.
Bjs

Patricia Helena publicou o comentário número:

Falou tudo!
Eu odeio essa história de princesas da Disney. Eu cresci lendo as histórias e só fui conhecer os desenhos animados depois de adulta. Acho muito melosos (embora a trilha sonora seja boa).
Sim, eu costumo divagar de vez em quando. É muito bom.
Bjs.



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias