Nem só de tristezas se vive a vida....


No post anterior eu contei o quanto tive momentos difíceis 
em todas as áreas da minha vida, 
mas não fiquei guardada em casa....
Sim meu amor, 
sou dessas que faz de conta que está tudo bem 
e sai pela vida rindo e sendo feliz..... 

Sou feliz convicta, como diz uma amiga minha.

Nesse período de atropelos, problemas de saúde, 
dores na alma, despedida de pessoa querida, seguimos vivendo,
 trabalhando e nos divertindo como possível, 
as vezes tentamos até com o impossível.

Mudanças na minha vida de 2015 até agora....
Eu estudei, conheci novos assuntos, li novos livros,
 conheci cidades do Paraná em aulas de campo, 
visitei museus, 
conheci a história da cidade onde moro atualmente,
viajei em férias fui a João Pessoa, Natal e Rio de Janeiro, 
trocamos o carro e comprei duas calças jeans e 3 vestidos, 
esses últimos foi pela internet minha primeira vez, depois te conto o que eu achei.

O mais importante de tudo, 
é que sempre tive minhas irmãs,
 irmão, minha mãe e sobrinhas próximos,
 pelo menos nos momentos de festas tipo aniversário de um ou outro....rsrs 
Minha filha e marido também não se afastaram muito de mim 
(tá isso porque eu não deixei, eu ficava lembrando eles que eu estava bem - como fiz isso? simples, mandava mensagem para a filha pelo Whatsapp "Sua mãe manda avisar que passa bem" pronto logo recebia uma ligação carinhosa...rsrs) 

A vida deve ser leve para ser vivida, 
e se eu não apareci por aqui é por um período
é que na vida real não conseguia sair da minha inércia,
 para lhe dedicar algumas linhas à toa. 

Meu eu estava preocupado em demasia com meu umbigo,
 que ou estava deixando a caixinha de problemas no canto
 e sendo feliz, ou estava parada no meio da vida
 se dando ao luxo de tentar me dedicar ao ócio
 para limpar a mente sem liga-la, 
pois se ligasse poderia doer insuportavelmente.

Quando conseguia um certo tempo para a escrita
 o fiz participando de blogagem coletivas. 
Por enquanto a vida promete ser mais suave e por tanto,
 terei mais tempo para vir aqui
 e também para te visitar e tomar um café no seu cafofo.

Muita Luz e Paz!
Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

4 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Dalva Rodrigues publicou o comentário número:

Oi Adelaide! Tem toda razão, temos que nos esforçar para "acender" nossa luz ou caímos na invisibilidade e se isso nos incomoda de alguma forma...
Abraço!

Betty Gaeta publicou o comentário número:

Oi Adelaide,
Tb passei por um período brabo. Meu marido ficou doente e eu quase o perdi. A vida não entrou no eixo até agora.
Espero que o seu inferno astral tenha acabado, e o meu também.
Beijos

Lauisa Sousa publicou o comentário número:

Que post mara...também sou feliz convicta pois como digo faz bem pra pele, evita cabelo branco e emagrece rs...Bjus

CÉU publicou o comentário número:

oi, Adelaide...

que post agradável e completo...

e quem fala, desse jeito, tem o coração bem grande e limpo.

é preciso arrumar nosso pedaço e depois partimos pra fora.

o estado de felicidade, como vicio, nos levanta e enobrece o ego. parabéns pelas suas atitudes.

beijos e um mega abraço.



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias