Ser normal


Queria começar dizendo 
"Pareço uma pessoa normal...."
E na realidade isso seria uma mentira

Eu não pareço uma pessoa normal
Eu sou uma pessoa diferente

Não sou diferente o suficiente para me destacar nos locais
Mas também não sou normal o suficiente para ser invisível

Tudo isso para dizer que coloquei a venda o teclado da minha filha
Esse teclado tem muitas histórias, foi do padrinho dela
Que amávamos muito e ficou de herança

Quando aprendeu a tocar nós morávamos
Em um apartamento grande
E como tínhamos poucos móveis
Duas salas ficavam vazias
Serviam para que, enquanto ela tocasse, 
Eu ficasse girando pela sala
Muitos rodopios

Todos os dias quando ela decidia tocar, 
Me chamava para rodopiar
Ela tocava e eu rodopiava.....
(cantar ou tocar não é uma opção para mim)

Faz alguns anos que ela não toca o teclado,
Tem voz melodiosa e um ótimo ritmo
(não puxou a mãe dela)

Sabe aquelas mães que ficam sentadas 
Encantadas vendo 
Enquanto a sua linda criatura 
Faz uma apresentação musical?

Então, não sou eu eu. 
Sou aquela mãe que girava loucamente pela sala
Enquanto músicas enchiam o ambiente
Não eu não sei se ela ainda se lembra disso
Mas eu lembro e amo esses momentos 
(nota: perguntar a ela se tem lembrança disso tudo)

Nunca fiz de propósito para SER diferente
Não eu apenas exerci meu direito de estar com ela
Enquanto ela fazia algo que lhe dava prazer
Eu aproveitava e me divertia também

Ok!
Era, ao meu ver era bom para nós duas 
Eu me divertia e, de quebra, fazia companhia 
(ou pelo menos acredito que fazia)
(Nota²: perguntar se isso é verdade para ela também)


E você qual sua relação com os bons momentos da vida?
Tem a sensação que sim são iguais aos da maioria?
Ou 
Não são iguais aos da maioria, mas são tão bons quanto?

Muita Luz e Paz!
Abraços

Migrar, mudar e aprender...

Imagem recebida pela internet, 
desconheço o autor, 
se você souber me avisa para dar os créditos. 

Não costumo trazer aqui imagens que não sejam de minha autoria, 
e não quero me aproveitar mas, essa imagem tem tanto em comum comigo 
Eu sou o tipo de pessoa que ama viver "migrando"
por mim se fosse mais fácil,  moraria 3 anos em cada país
aprenderia o idioma e os costumes
então mudaria....

Depois de alguns anos 
Escolheria uma praia legal 
Compraria uma casa 
E viveria meus últimos 
10 ou 15 anos
Feliz
Com a certeza de ter conhecido, 
amado e vivido



Gosto da minha vida
Mas o que mais gosto é de me adaptar
ou não, aos novos ambientes
E você?
Como reage as mudanças?


Muita Luz e Paz!
Abraços

Árvore Genealógica - Schena

Sempre SOUBE que sou brasileira plena
25% bugre(índio), 25% negra, 25% portuguesa e 25% italiana
Mas nunca fui de fato atras das minhas origens pois sei que dá bastante trabalho
e não tinha tempo para tanto, agora com o término da faculdade, surgem novidades.....

Meu marido é filho de descendentes de italiano, com descendente de italiano,
ou seja, é 100% italiano, só que nascido no Brasil (risos),
bisneto de imigrantes italianos
(os dois bisavôs vieram da Itália, um ainda criança)
residiram na região de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

Ano passado o sobrinho de meu marido, 
decidiu fazer a cidadania italiana, 
e para isso eles começaram a juntar a documentação na família.

Acompanhar a busca, me deu vontade de buscar pela minha documentação também, assim vou partilhar com vocês descobertas que fiz ao longo dessa pesquisa, que ainda não terminou, e está bem trabalhosa e vai longe.....

Comecei tirando "Certidão de Inteiro Teor" (são documentos mais detalhados) da minha filha, do meu casamento, do meu nascimento. Depois busquei pela do casamento dos meus pais, a habilitação do casamento deles, certidão de casamento de minha mãe e a de casamento da minha avó, mãe de minha mãe, bem como a habilitação do casamento dela também.

Resultados obtidos:
  1. minha mãe nasceu em uma cidade e foi registrada anos depois em outra cidade, papai um negro inteligente e teimoso, na habilitação de casamento tem uma certidão que diz que ele era de cor branca......(Quem é o negro que chamei de pai?)
  2. Sobre a habilitação do casamento de minha avó materna consta que ela e meu avô perderam a documentação, por isso fizeram declaração que eram solteiros e pessoas de bem com direito a testemunhas e tudo, não me dei por vencida vou atrás disso também.... 
  3. Apesar de minha avó ter sido enterrada na cidade, o cartório de lá não encontrou o registro do óbito. Estou buscando um PAP - DY ou qualquer outra instrução de como achar certidão de óbito. 
  4. Quanto ao nascimento, ela nasceu em 1898, a família tinha certeza que era em Ponta Grossa, Paraná, mas o cartório de lá disse que não tem nada, agora estou pensando em ir na rota dos tropeiros para ver os cartórios mais antigos tipo Castro, Palmeira e imediações para ver se encontro algo.
  5. Consegui a certidão de casamento dos meus bisavós, que eram italianos em um cartório em Curitiba, veja que legal, ambos vieram da Itália se conheceram no Paraná, casaram e mudaram para Santa Catarina.
Curiosidades: no outro dia liguei para minha mãe e perguntei quem era o negro que ela me obrigou a chamar de pai minha vida toda..... Demos muita risada sobre isso. E olha que na segunda via da certidão que ele tinha em casa, ele era "pardo escuro", na carteira de reservista era "pardo médio" e no atestado de óbito era "pardo claro". E agora descubro que mamãe casou com um cara branco?...(não queria perder a piada...)

Você pode estar pensando que estou sofrendo à toa que tem pessoas especializadas em fazer isso, mas vamos lembrar que não estou trabalhando, ou seja, estudante de humanas tem que se virar e existem Coisas interessantes nesse processo:
  • Relembrar histórias contadas pela minha avó ou pela minha mãe, como o fato do avô de mãe ter sido morto na guerra do Contestado (suspeito que foi nesse momento que a minha avó ficou sem documentos, se é que ela os tinha) e descobri que existe uma monografia que cita a avó de mamãe, se tiver curiosidade só clicar no título. O ATAQUE ÀS ESTAÇÕES: UM EPISÓDIO DO CONTESTADO ATRAVÉS DA NARRATIVA DE ROBERT HELLING 
  • Ter contato com primo que à décadas não conversava, é muito bom, aja visto que moramos em Estados diferentes, e que eu mudo muito o que não facilita.
  • Analisar a documentação e tentar construir uma trajetória para determinar o próximo passo, é prazeroso.
  • Odeio datas, e agora estou sendo obrigada a ter em mente a data de nascimento de minha avó 21-03-1898 e de óbito 09-08-1985 pois são documentos que estão dando trabalho e não quero desistir.
Detalhe importante: 
esse é somente um ramo da minha árvore genealógica, 
só 25%, ainda tenho 75% para descobrir...rsrs 

Me conta, você já fez esse processo?

Conhece suas origens?

Tem os documentos?

Ouve seus avós?

Ouve as histórias de família? 

Ou está só prestando atenção nas bebedeiras da tia e no escândalo das festas de Natal?

Se ao ler meu relato percebeu que estou fazendo algo errado pode dar pitaco, se teve vontade de fazer e não sabe como começar, me conta, pode ser que eu já tenha pesquisado sobre aquilo que você ainda não viu.

Muita Luz e Paz!

Eu e o museu de cera...


Quando fomos a Foz do Iguaçu, 
esquecemos de ver quais pontos turísticos
 estariam abertos no dia 1º de Maio, 
então no dia 30 de abril fomos rever as Cataratas, 
como mostrei no post anterior 
e no dia primeiro iríamos conhecer o Templo Budista
 que dizem é bem gostoso, tranquilo 
e "ainda" não conhecemos, 
mas ao chegar lá os portões estavam fechados,
 no trajeto vimos um Museu de Cera - DreamLand
preciso ser sincera, 
eu adoro museu, mas não os de cera, 
não gosto dessa forma grotesca de ganhar dinheiro, 
acho fútil, mas decidi me dar uma chance, 
afinal eu não gostava sem conhecer, 
e agora posso te dizer que eu não gosto
 após ter conhecido.

Vamos a opinião de uma pessoa que desenha, 
que ama fazer retratos, ou seja, que conhece como se deve fazer para reproduzir
 um rosto mais ou menos parecido com o real.

Defeitos encontrados:
Estátuas com simetria exagerada 
o que garantiu que aqueles famosos cujos traços não são simétricos
se transformasse em tentativas grotescas  
 - gente eles consertaram a linha mediana do Tom Cruise

Tirando o ET, Whoopy Goldenberg, Gru e o cenário com 
Doc Brown e Marty McFly de "de volta para o futuro"
 o resto era um tentativa de reproduzir algo parecido com.... 
mas que não deu certo.

Fala sério, você também acha que o Gru está olhando para mim...
Lista de locais que não me atraem nunca mais
Zoológico
Museu de cera
Zoológico
Parques com bichos aprisionados
Museu de cera

Ah! tinha na entrada dois carros de alto valor 
(não vou citar marcas pois não é um post de divulgação, 
tá eles nem precisam de minha divulgação, mas não vou falar mesmo assim) 
e um daqueles robôs que se transformam em carro, 
você deve saber qual é o filme. 
E era proibido tirar fotos com celular, 
mas ao lado um guichê cobrava 20 reais
 para tirar uma foto com o robô ou ao lado do carro, 
se você desejasse dar uma volta em um dos carros
 30 minutos 699. 
Fiquei horrorizada. 
Gente eu entendo que alguém com dinheiro
 está dando empregos
mas está ABUSANDO do sonho das famílias
 que levam as crianças e estes ficam encantados e.....aff


Perdão, sou do tipo que nunca incentivei esse tipo de gasto
também sou do tipo que 
trabalhou em concessionárias de importados
portanto meu bebê cresceu vendo os carros 
como algo comum sem a mágica que tem
 para aqueles que
só os veem em momentos assim.


Muita Luz e Paz!

Abraços

Viajar é preciso!


Viajar é preciso e extremamente necessário, 
Por isso a gente colocou o "pé na estrada"
Como assim? 
Você não está preparando a mudança?
Calma, essa viagem foi para curtir família
e o feriado de 1º de Maio
(para mim isso é mais que justificativa, se para você não for, releve....rsrs)


Acho que eu e meu companheiro somos os únicos 
a irem passear por Foz do Iguaçu por mais de 10 vezes...
Contei uma das idas em 2012 aqui é só clicar e conferir 
e a de 2013 aqui, confere pois cada post
tem fotos onde é possível comparar quantidade de água
bem diferente uma da outra


Acho impossível não se deixar seduzir pelas maravilhas da natureza


E também precisamos administrar nossos medos
nos momentos que aparece um monstro enorme 
como esse "jacaré" da foto acima


Ver essa água toda é maravilhoso
Mesmo quando não está tão abundante
como eu já te mostrei aqui


O trajeto pelo Parque Nacional do Iguaçu é encantador


Todas as vezes faço fotos divinas e
 me delicio olhando, 
comparando momentos


Observação: achei o arco íris mas não encontrei o pote de ouro e nem os Ursinhos Carinhosos
#magoei #Chatiada

Peço que ao ler esse post
Não pense ser repetitivo
Ou falta de assunto
É apenas encantamento com as belezas naturais 
E o local mais próximo para irmos
 Com baixo custo


O carinha tentou me abandonar no Parque
(quase não acreditei....olha o meliante na foto) 
mas como foto são provas documentais
 não teve como argumentar
ele  até tentou, dizendo foi um "desvio" no trajeto
Sei, sei.....


Nota de rodapé - vou fazer ele usar uma camiseta SOU DA ADELAIDE
e eu uso a SOU A ADELAIDE - o que você acha? (risos)

E assim voltamos para casa, juntinhos


Essa última foto, com minha marca registrada 
(minha mão no canto direito, caso você não tenha percebido)
É para você saber que não retirei as fotos da internet
e também que meu companheiro não é imaginário....hahaha

Muita Luz e Paz!
Abraços



Sobre rasgos, técnica de costura, neuras e culpa ....

Postei no face o que aconteceu com minha calça jeans
Não sei como uma calça sofre esse tipo de "avaria"
Mas essa calça já tem alguns anos de vida 

O que fazer em uma situação dessas?
Bem eu já tinha planos de por ela com outras peças para doação
A situação apenas acelerou o processo
Como assim????
Você vai doar uma calça rasgada???
Claro que não. 
Por isso vamos ao meu procedimento técnico...rsrs



A TÉCNICA foi a seguinte, retirei o bolso
Costurei um tecido por dentro para fechar o rasgo


E preguei o bolso um centímetro 
Mais para a direita
Assim a calça está com dois bolsos e sem rasgo
Perfeita para aquecer alguém nesse inverno


As NEURAS ficam por conta de ter deixado a calça
Sem rasgo, e sem simetria
A CULPA é da minha mãe!
Sim, tudo culpa dela que foi uma professora
Muito chata, odiava erros 
(mamãe, até hoje tem dificuldades para costurar coisas que não fiquem simétricas)
Não preciso nem dizer que esse defeito 
Ela fez questão de transmitir em suas lições...rsrs

Agora fala sério e me conta, você gostou do resultado?
Já fez algum "reparo" não simétrico para dar vida nova a algo?

Muita Luz e Paz!
Abraços

Doar ou vender?

Pessoas queridas vamos falar do básico, 
Eu vou mudar (contei no post anterior) 
O espaço não comporta minha "herança material"
Por isso decidi te contar como vou fazer a venda de tudo
E o motivo de optar pela venda e não doação 

Em uma outra cidade que precisei passar pelo mesmo processo
Você pode saber mais clicando aqui


Quando comentei com uma amiga que queria doar minhas coisas
Na hora ela usou um argumento que me fez rever minha opção.
Nas palavras dela:

"Se você falar para todo mundo que está doando, pessoas que nem precisam tanto vão aparecer para pegar e ficar com dois disso ou daquilo, se você fala que vai vender e colocar um preço baixo, apenas aqueles que realmente precisam vem comprar e vão adquirir aquilo que precisam por um preço que podem pagar, vão valorizar".


Foi assim que surgiu a ideia de vender minhas coisas
Não, eu não vendo pelo preço que encontramos 
Por aí nos sites específicos para isso

Faço uma lista que chamo de "INVENTÁRIO"
Coloco valores e divulgo apenas aos conhecidos e vizinhos
Assim minhas coisas vão ganhando um lar.

Para ter uma ideia é possível adquirir 
jarras plasticas a 1 real, 
forma para pizza a 3 reais,
batedeira por 10 reais, 
copos por centavos....

Enfim é um Bazar não uma loja
E a venda é uma forma de desapego

Nessa semana entregarei as bikes
Batedeira, liquidificador e os pratos fundos

As camas só entregarei no ultimo dia
A quantidade de coisas para venda é grande 
Mas a quantidade de doação é maior ainda

Ah, esqueci de contar, tem coisas que são separadas
e vão direto para a doação, mas daí são coisas que 
Se ficarem paradas ou expostas 
Não vão quebrar ou se deteriorar.
O que ninguém precisa, ou não está bom para a doação
Será posto para descarte correto.

Em tempo, sempre que possível eu contribuo
com doações, só doo aquilo que eu usaria, 
Ou estou usando.
O dinheiro dos bazares normalmente
são transformados em doações
 de materiais de higiene.


Muita Luz e Paz!
Abraços

Mudança a vista

Começamos o  mês de maio com a certeza de que
 não estaremos na mesma cidade em junho, 
para isso consideramos as possibilidade de moradia e
 o número de bens móveis que possuímos,
 precificamos tudo e disponibilizamos para que 
familiares e conhecidos
obtenham o que demos duro para conseguir,
porém a preços módicos.

Confesso que ver o jogo de sofá indo embora,
 deixando aquele espaço imenso na sala de estar foi doloroso,
 o resto sei será mais fácil, menos impactante.
Com o tempo percebemos que  é preciso
olhar para a frente, 
ver o que a vida nos propõe
 e como podemos aproveitar, 
para isso a meta proposta é ficar com o minimo possível, 
para viver o melhor possível.

A certeza de que o futuro será de muito aprendizado, faz com que tenhamos uma única certeza:
- Os próximos posts do blog serão irados!

Como assim Adelaide?
Simples, eu planejo coisas muito além do que você pode imaginar
- e como fará isso?
Vou te contar passo a passo nos próximos dias, por isso fique esperto e fique por aqui
Muita Luz e Paz!
Abraços




Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias