Vida e saudade...

Nos últimos dias vi pessoas queridas sofrendo com a saúde de pessoas amadas, e acompanhei a distância a despedida. A distância me impediu de abraçar e confortar pessoalmente, mas enviei boas energias e desejos de que a saudade parasse de doer o mais breve possível.

Com minha vasta experiência em despedidas, quando alguém do meu círculo está vivenciado o fato, eu ouço, converso, dou dicas e tento me fazer presente para que a dor seja melhor suportada. Só me afasto quando a despedida me afeta diretamente....e apareço só quando estiver fortalecida e consiga tabular um conversa sem cair em prantos........

Não lembro se já contei, mas eu sou solidária, sofro e choro junto...... 
ou seja, 
eu curto o luto a minha maneira ...

Marido já falou que se eu não melhorar nesse quesito vai me proibir de ir visitar amiga que fique viúva, pois ninguém vai entender eu disputando o "local de choro" com ela.....(risos) 

Brincadeiras à parte o que quero colocar para vocês é que cada despedida, ocorreu de uma forma, e cada despertou um resposta diferente, mas o que mais me ajudou na maioria delas foi que eu "coloquei" a pessoa para viajar, e me permiti sentir saudade com esperança de reencontro. Assim a saudade só dói quando o reencontro não acontece, sim eu estabeleci data para alguns reencontros.... 

Converso com todos e costumo alimentar as boas lembranças de cada um, mesmo daqueles que eu acredito que não mereçam, mas penso eu, que eu mereço viver apenas o que foi bom dos momentos que passamos juntos.

Esse ano vivenciei um outro tipo de luto, não o das partidas para outra dimensão, mas aquelas que apesar de vivermos na mesma dimensão, não partilhamos mais da mesma forma de ver o mundo, a vida e as pessoa..... 

Familiares e amigos dos quais vivenciei a despedida por mudar de cidade,  de crença, de profissão, ou por percebê-los com o coração cheios de ódio, não quero ter isso a meu redor, preciso de apoio e amor, muito amor......

Talvez você acredite que isso não se compara ao Luto, se você acha isso não sabe a intensidade com que algumas distancias são sofridas, e o amor sentido.....

Como você lida com isso Adelaide?
Estou aprendendo, e uma das maneira que "busco" é entender que estamos em sintonia diferente (nem sempre é fácil) e sigo buscando por aqueles com a mesma sintonia, ou seja, por meus iguais, para me abastecer de boas energias e assim tudo fica melhor para todos.

Acredito na Lei do Retorno e sigo semeando o bem e o amor
Tenho plena certeza de que o cosmos sempre conspira a nosso favor e coloca em meu caminho aqueles que buscam o mesmo.

Obrigada por você estar aqui!

Muita Luz e Paz!

Abraços
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

3 pessoas me fizeram feliz, falta só você:

Dalva Rodrigues publicou o comentário número:

Olha, Ade, penso que os sentimentos tem seu tempo, as emoções relacionadas a eles também devem ser assim, deixar ir faz parte mesmo que leve um tempo, mas sem optar por sofrimento eterno, revivendo o conflito...Ou nada do que houve de bom será preservado, nós seres humanos temos uma tendência a esquecer o que houve de bom em nome da mágoa que ainda lateja de dor. Deixa doer (luto) e depois deixe ir, é um alívio.
Adorei seu post e reflexão, abração!

Marly publicou o comentário número:

Eu também sofro com o sofrimento dos que perdem pessoas queridas. E tenho sofrido com as perdas dos meus próprios amados. E nestes últimos meses, passei pelo infortúnio de ver partir para outro plano, pessoa muito querida, que revelou pontos de vistas políticos contrários aos meus.
Isso me obrigou a analisar os fatos de forma serena, o que me fez constatar o que - na verdade - eu já sabia: nem todos os que pensam diferentes de nós o fazem por radicalismo ou má fé.
Estamos a atravessar tempos difíceis. Mas tempos assim também nos ensinam coisas importantes.

Beijoca

Lucia Silva publicou o comentário número:

Despedida, seja qual for, morte, viajem para outra cidade, amizades desfeitas, afastar-se de alguém que só expressa sentimentos contrários ao bem, é sempre triste, deixa marcas, saudades, luto uns demorado outros não, depende do nosso apego sentimental. Esse texto é lindo e me remeteu a várias reflexões.
Beijos no coração e feliz dia natalino com muita paz, amor e o calor da amizade!



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias