E assim seguimos a vida....



Adoraria dizer que em minha vida tudo são flores e celebrações
Mas sabemos que em tempos sombrios isso é difícil
Porém, não é impossível.....
Tive meus momentos e quero partilhar com você
Minha filha cursava o último semestre da Universidade Federal
quando começou a pandemia e só faltava 
o estágio a ser concluído
E quando começou a pandemia no Brasil
ela tinha feito apenas a primeira etapa do que deveria ser
o semestre inteiro e as atividades foram interrompidas....

Sem pânico, sem cobranças
Começou a fazer cursos de especialização
na modalidade à distância
um ano se passou e abriram alguns concursos e mesmo
sem ver o túnel (quem dirá a luz) foi e se inscreveu...

Voltou o estágio em poucos locais dificultando bastante
o ir e vir para cumprir essa etapa.
Até que
tudo parou novamente .....
Faltando um mês para encerrar na prática
 a ultima etapa do curso.....
a torcida era para retornar o quanto antes
desde que garantisse a segurança de todos os envolvidos
Até que em Março desse ano retornou e ela conseguiu a
vaga perto de onde moramos, podia ir e voltar à pé 
sem preocupação em usar transporte coletivo 
um risco a menos....

Primeira semana concluída, saiu o resultado do concurso
e passou em primeiro lugar.....

Porém o estágio teve um contratempo todos
 os trabalhadores do departamento tiveram que fazer
exame para covid-19 pois 
uma funcionária(o) testou positivo
se tivesse mais resultados positivos teriam que
 voltar ao #isolamento, mas não foi necessário sem mais
nenhum positivado tudo continuou normal.
 Ela concluiu o estágio 
e no inicio de Junho colou grau
tudo feito remotamente sem nada presencial 
como o momento determina.

Eu estou orgulhosa dela, 
pela determinação
que essa criatura tem em se dedicar aos estudos
em buscar saber mais e mais
e principalmente na sua preocupação social.

Faço questão de sempre falar a ela o quanto a amo
e a admiro, ela é infinitamente superior a mim
Mais disciplinada e dedicada
Mais amorosa e delicada
Mais forte e centrada

Um amor de muitas vidas!

Sou grata ao Universo por ter permitido
que fossemos parceiras nessa dimensão!

E você? 
Me conta teve algo a celebrar nesse semestre de 2021? 

Muita Luz e Paz!
Abraços



 

O que a etiqueta da roupa lhe diz??

 



Você lê todas as etiquetas de suas roupas???




Não falo dessa que ficam mais a vista e são
 as primeiras a "saltar aos olhos"


Mas dessas que ficam dentro e contam a composição, onde foi fabricada,
Saber o fabricante é diferente de saber o dono da marca,
e muitas outras informações que a gente por vezes ignora 
mas elas fazem toda a diferença em 
como nossa sociedade mantém determinados crimes, 
sejam de origem fiscal, ambiental e  
até mesmo de privações de Direitos Humanos
Sou um ser que tenta ser consciente e procuro 
minimizar meu estrago ao mundo
por isso uso roupas que já viveram outras histórias na "maioria das vezes"

Na infância usava roupas de doações
cresci usando roupas de promoções (do tempo que as promoções valiam a pena) 
e conforme fui percebendo o mundo e me questionando mais
comecei a aderir as roupas de brechó
afinal era a maneira mais sustentável de conseguir as peças
e ter coisas de qualidade para enfrentar o frio do sul do país.

Meu primeiro casaco de lã comprei em um bazar em prol de uma causa beneficiente
eram roupas vindas da Alemanha, ele era lindo e feito para frios maiores
do que os que enfrentávamos aqui.
Usava ele e uma camiseta e passava bem pelo inverno frio 
nos pontos a espera do ônibus para ir ou voltar do trabalho.....
Sabe foi essa aquisição que me mostrou ser possível amar o inverno, 
afinal de contas é uma estação linda e necessária
desde que não passemos frio.

Bem, estou me desviando do assunto que são as etiquetas
na maioria das vezes leio só até descobrir o tamanho
e composição do tecido pois sou alérgica
Mas essa peça em questão eu fui mais além e
veja minha grata surpresa


Uma etiqueta com a seguinte escrita:
"Por favor doe quando não mais necessitar"

Uma coisa tão simples que busco fazer com certa frequência 
mesmo sem a etiqueta sugerir.

Aqui estamos nos meses frios e além disso várias pessoas estão 
passando por um período difícil então as doações se fazem
necessárias ainda mais....
separadas e lavadas, todas as peças são revisadas
 e costuradas/reparadas (caso precisem)
depois levamos para a doação.

Me conta você está ciente que nesse período existem
diversas "Campanha do agasalho"
e vale doar tudo que está em bom estado e você não necessita mais?

Muita Luz e Paz!
Abraços




Deixar o cabelo crescer.....

Raspar a cabeça é um caminho sem volta, principalmente para cabelos não lisos,
 aqui quero esclarecer que entram os crespos, ondulados, e os tipo o meu que não são nem crespo, cacheado, ondulado, ou liso.
Entenda que não é por rejeitar a forma como ele é mas pela tortura de enfrentar as fases do crescimento e a necessidade de ficar fazendo cortes para que não fique com aparência desleixada..... 

Aqui mostrando o comprimento que ele está e como ele se comporta quando lavado e seco naturalmente...


Olha a quantidade de cabelo que minha filha cortou para que eu consiga deixar crescer, assim seguimos modulando o corte....


Se você estranha o fato de cortar tudo isso para deixar crescer é porque você nunca teve cabelo curtinho.... 
cada fio fora do lugar ou rebelde faz com que 
a gente odeie a imagem no espelho, 
e vamos combinar, auto-estima é tudo nessa vida, 
eu gosto de cabelo bem cortado, não precisa estar escovado 
ou com algum penteado, 
o simples fato de estar hidratado e bem cortado me deixa feliz.


Talvez você olhe e não veja o tamanho da diferença 
que eu enxergo entre a imagem anterior e essa....
mas tudo bem isso é algo bem pessoal.

Dessa fase onde me encontro do crescimento para 

raspar novamente o cabelo é só uma questão de tempo...risos.

Detalhe importante meu cabelo tem muito redemoinho, 

nasce em direções diferentes e não possui volume, 

se lavo e seco naturalmente ele apenas contorna a caixa crâniana

 sentido ao chão, não importa o comprimento a franja

ela não cai no olho pois faz onda para cima, 

ele não segura grampo, é muito fino para uso de elástico, 

e o suor excessivo do couro cabeludo faz com que

 qualquer penteado seja desfeito em questão de meia hora, 

quarenta minutos no máximo...... 

Demorei para aprender isso, e quando tinha algum evento eu gastava horrores em salões, litros e litros de spray, mousse, gel etc.... 

E na hora de fazer as fotos eu estava com o cabelo "ao natural".....

Fato é que "agora" sou do tipo de feminista

 que mantém hidratação em dia

 mas não estou usando tintura e estou optando por produtos

 sem petrolateos e de empresas que não teste em animais. 

Minha curiosidade em deixar crescer é porque quero

 ME ver grisalha, quando raspo não percebo. 

Sabe quando entrou na moda pintar de cinza, 

eu até tive vontade, 

porém comecei a pensar e constatei que vou passar 

muito tempo naturalmente cinza não preciso

 acelerar o processo, farei dele uma arma para caso

 não goste de alguma fase da transição natural. 

Então quero fazer um propósito com vocês, 

sabe que todo desejo que a gente torna público é mais dificil

 a pessoa recuar, assim dizem os entendidos no assunto (risos), 

por isso torno público que "pretendo deixar crescer até Dezembro"

 e farei pelo menos uma foto por mês para no final do ano


conferir meus cabelos brancos evoluindo e assim deixar 

registrado para o futuro como foi esse 

meu período de auto aceitação. 


Muita Luz e Paz!

Abraços

Barrica de papelão e as memorias...

Minha querida Vera Moraes que mora em Santos, fez um post no facebook  sobre uma barrica de cola que iria reciclar, comentei que tenho duas grandes e que atendem diversos propósitos já faz mais de 12 anos, então minha amiga pediu que eu postasse fotos...

Não queria fazer fotos delas na atualidade já amareladas pelo tempo, não seria justo...

Então busquei nas fotos desse meu cantinho e revi muita coisa, senti saudades.....

Saudades das viagens

Saudades dos passeios

Saudades do quarto elemento..... 


Na foto acima a barrica e a Pérola já tinham 5 anos, 
haviam resistido a 3 mudanças de cidade, sempre que arrumávamos na sala
 o quarto elemento vinha deitar do ladinho para ganhar agrados.


Mesmo elas não estando integradas a um ambiente específico da casa, 
figuram na maioria das vezes como apoio durante lanches ou petiscos


Mesa de apoio para os momentos de pintura em tela, aqui com 4 anos, 
essa despertou a saudade de pintar, mas não estou inspirada para tal.....um dia eu volto!



A foto acima e abaixo são de quando elas nasceram na nossa vida, naquele tempo os jornais impressos eram parte da nossa rotina, e ainda estavam brancos,
 o projeto inicial era pintar, depois mudou para envernizar 
e terminou por deixar envelhecer naturalmente antes de envernizar.


Meu irmão estava construindo e as guardou para mim em 2006, marido e filha quase surtaram quando fomos visitá-los e ele apareceu com 4 dessas para mim..... 
"vai colocar aonde esse trambolho" ignorei as vozes negativas 
que hoje reconhecem a utilidade dos 2 que ficamos
 2 ficaram com minha irmã, as dela ela encapou com papel de parede são mais requintadas, mas não era o que eu planejava para a minha rotina.

Como falei com a Vera, essas são resistentes já serviram de banco para pessoa com 70 kg, só foi meio dificil abrir depois mas não amassou, já moraram na garagem, no quarto como mesinha de cabeceira, na cozinha como apoio para a cafeteira e hoje guardam embalagens de presentes, bobina de papel kraft, toalhas de festas para mesa. 

Detalhe: na "decoração da sala" existiam cubos de madeira que usávamos como mesa de canto, porém os cupins devorararam com tamanha voracidade que não tive como recupera-los, um dia viajamos e quando voltei eles estavam ocos....se tivesse percebido no inicio talvez não os tivesse perdido....

Estou te contando isso para que você entenda que esse dois objetos maravilhosos passam a integrar o ativo imobilizado da casa recebem o nome de Cubos, nesse caso cubo não se refere a forma mas a função exercida....(risos). 

Onde estão as toalhas de Natal? 

- Pega lá no Cubo.


Detalhe.1: depois de anos chamando-os de Cubo um dia uma amiga da filha está em casa e perguntou onde poderia apoiar algo e a gente respondeu que era para usar o Cubo, ela não achou, aí tivemos que apresentar e só então percebemos que os nossos cubos não são quadrados...(risos)


Muita Luz e Paz!

Abraços



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias