O que você estudou?

Ontem minha filha me perguntou:
- Mãe o que você teve que estudar para trabalhar na Kia? sorri e expliquei que para a função exercida eu tinha apenas ensino médio e capacidade. E comecei a contar a minha vida profissional. Como aprendi a "mexer" no computador, os vários cargos que tive, os abusos que sofri, os baixos salários e as inúmeras horas a mais trabalhadas.
Não! eu não sou alguém que aguenta trabalhar 30 anos na mesma função, por isso nunca fiz concurso para nada, já engoli muito sapo e desenvolvi uma falta de "saco" para determinadas situações. Fui tudo, telefonista/recepcionista, secretária, degustadora, promotora, auxiliar administrativo, encarregada de Contas á pagar/receber, abertura e fechamento de firma, digitadora, vendedora, desenhista, apontadora, programadora de serviços, encarregada de garantia, encarregada de almoxarifado, balconista de auto peças...etc
Cansou.... é eu também após trabalhar por 29 anos sendo 15 anos em concessionária de automóveis, antes que vc pergunte eu não vendia carros, eu administrava as garantias e trabalhos de cada mecânico e latoeiro.
Cada vez que ia fazer um curso eu já tinha trabalhado por 4 ou 5 meses e tinha aprendido tudo sozinha. Chegou um tempo que eu só queria ser uma mulher normal que não sabe o quanto de óleo vai no motor do seu carro. Que não tem idéia de quantos quilometros ele faz por litro. Queria apenas falar de marido, filhos e futilidades. Mas eu não consigo, saia de uma empresa e ficava um tempo sem trabalhar na área, nesse período fazia artesanato, até que derrepente um amigo me pedia socorro e lá ia eu trabalhar em uma outra marca e voltava a rotina. Quando engravidei trabalhava em meio a uma oficina mecânica de veículos diesel, corria o dia inteiro e era mimada pelos colegas de trabalho. Durante todo meu casamento meu marido foi obrigada a conviver com 90% das ligações em minha casa eram de homens. A maioria querendo saber onde estava tal coisa, como conseguir tirar tal relatório.. Onde eu deixei o relatório pedido...
A coincidência dessa pergunta da minha filha é que a noite navegando pelos canais da TV estava passando o filme "O diabo veste Prada" que já havíamos assistido e ela quis assistir novamente pois eu comentei com ela que a minha vida era exatamente igual a secretária da Miranda,só que sem o glamour das roupas de marca e acessórios maravilhosos. Eu não tinha vida particular, meus chefes me ligavam mesmo nas férias. Tanto é que nunca em minha vida vendi férias, sempre fiz questão de tira-las inteira 30 dias. Claro que de 10 em 10 mas que isso era praticamente impossível. A faculdade eu fiz, mas na área que trabalhei nunca foi necessária, quando cursei a faculdade eu era idealista e acreditava que o sistema funcionava. Hoje admiro que consegue na área da educação se manter, pois eu trabalhei alguns anos com isso e acabei caindo fora, prefiro trabalhar em outras áreas, ao sacerdócio que é a educação.
Agora penso em aos 40 anos voltar a fazer um outro curso e quem sabe atuar em outra área. No que eu estudei eu odiei atuar, não por culpa do educando, mais por descrença nos pais desse país.
E você consegue viver com chefes tiranos? se você é chefe, você consegue respeitar as horas de descanso do seu funcionário?
Tenha um ótimo dia
Abraços


Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias