Dia Internacional da Mulher

Conversando com uma amiga, sobre educação da filha ela comentou que quando a filha pedia para sair ela mandava pedir ao pai, pois quem manda em casa é o pai.


E completou: - Na sua casa não é assim?

Então na minha casa não é assim, nós dividimos as responsabilidades, se um diz não o outro concorda (mesmo que no íntimo pense diferente - daí é outra questão para conversar em particular) Fui educada em um lar Matriarcal (machista é verdade), mas mamãe criou-nos (as três meninas)para sermos iguais a todos (conforme a Constituição Brasileira),meu irmão como teve a vantagem de nascer homem, não precisava fazer nada em casa (ele era diferente de nós, mas nós eramos iguais a ele....entedeu? - lei-se tarefa doméstica só meninas faziam, mas mamãe nunca nos proibiu de fazer as coisas que ele fazia, tipo jogar futebol, sair a noite, etc...) .



A cada dia nós mulheres ganhamos mais espaço na mídia, nas empresas, e também a valorização dentro do nosso lar.
 
Hoje existem Maridos que ouvem o que temos a dizer.
 
Existem veículos desenhados para nós, produtos de todas as linhas voltados exclusivamente para mulheres.
 
Talvez você ache que isso é pouco, ou que nem deveria ter tamanha importância. Mas eu não me vejo em outra cultura ou casada com alguem que não respeite os meus desejos e a minha opinião.
 
Eu sou ouvida na hora da compra do carro da família, se o carro dá problema vamos os dois para frente do capô ver o que está acontecendo. Na escolha da Colégio os três dão opinião (eu observo o padrão de ensino e método, o marido o financeiro e a filha a estrutura)Decidimos a dois a operadora de celular,internet, e onde faremos os investimentos financeiros. Em casa o marido, se preciso for; lava louça, limpa casa, lava banheiro, e arruma a cama.
Descobri que os limites sou eu quem imponho, sei que muitas de vocês ao lerem vão dizer mais aqui também é assim, é assim em todo o mundo, e eu vou te contar que não, e que eu aprendi a não me meter diretamente, parei de tentar convencer "azamigas" a mudar de vida. Acredite, eu fazia isso na marra. Agora o máximo que falo é uma frase e evito discutir.

Nos últimos 3 anos optei por ser esposa e mãe, e encontrei resistência "dazamigas" da onça, que me perguntavam com ar de deboche:
-Você está trabalhando? ou Você que não faz nada... 
eu respondia:
-Sim! trabalho em minha residência, faço administração financeira, sou encarregada de compras, acompanhante, conselheira, cozinheira, coopeira, consultora de estilo, encarregada de contas a pagar e a receber, sou office girl, jardineira, lavadeira, passadeira, faxineira, amante, mãe e esposa. E ainda Leio 2 livros por mês e faço trico, croche e as vezes artesanato. E você trabalha em que?

Não sei o motivo mais pararam de tentar menosprezar a minha posição de dona de casa. E olha que eu nem relatei TU-DO o que faço, pois ainda visito as amigas blogueiras, administro meus e-mail, faço meus post's e tô tentando aprender como funciona o twitter e o facebook....um dia eu consigo...rsrs. E nesse mês ainda estou arranjando tempo para ir a academia e sair a tarde para caminhar com o marido e organizar a mudança (hoje faz 28 dias que estamos na casa nova). Tá meu lar não é aquela coisa maravilhosa, mas eu sou humana, tudo é feito a seu tempo. Afinal a vida é uma só, o que eu não resolver hoje, faço amanhã ou depois. Afinal sou Mulher e Sou Feliz! Sou como diria meu pai um "rapaizinho" e aprendi a ser casada comigo....Eu me amo. E todas as manhãs sei que tenho uma vida para viver e ser mais feliz do que ontem, não posso desperdiçar meu tempo me estressando, tenho a missão de ser feliz, e preciso ao meu redor pessoas que me amem. 
Me conta, para você, o que em sua vida deve ser comemorado neste dia Internacinal da Mulher?

Feliz dia da Mulher!
Muita Luz e paz
Abraços



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias