Sonho de Consumo x Felicidade

Assim como várias blogueiras que vejo por aí, eu navego, localizo e salvo imagens de meus sonhos de consumo, e nesse caso não salvei a fonte (se for sua ou souber de quem é me avisa que eu dou os devidos créditos), afinal não era algo que eu sequer sonhava em publicar, apenas estou colocando hoje, sem os devidos créditos, para que você saiba que ser feliz envolve muito trabalho, existem pesquisas de desejos não alcançados (ainda), existem inventários de vida que precisam ser feitos regularmente, para valorizar o que já alcancei. Inúmeros telefonemas e visitas a quem amo, e passeios pelos blogs amigos para ver o que rola pela blogsfera. Olhar-me no espelho e lembrar TODOS os dias as coisas ruins que já enfrentei (sabe aquele período de cravos e espinhas, amigas da onça, nunca ter namorado...etc,etc da adolescencia até a vida adulta??) e ao ver o brilho em meus olhos, sorrir e afirmar para aquela mulher no espelho o quanto eu a amo e admiro.  Isso faz a minha felicidade, que depois de toda essa maratona eu divido um pouquinho com marido, filha, irmãs, irmão, mãe, cunhados, amigos e todos com quem posso...afinal ser feliz é dividir.
Tá estranhando o título parece que não combina com o texto, sabe o que acontece, hoje eu presenciei pessoas falando que não são felizes porque não tem a casa própria, outra porque tá sem dinheiro....Sabe eu sempre fui feliz, mesmo quando passava o mês inteiro comendo pão com margarina, mas deixei de sair com as amigas e me divertir e sem ter dinheiro para sair esbanjando, eu fazia a minha escolha.. E valorizava sempre a minha vida feliz com momentos de extrema tristeza...como quando meu pai teve câncer generalizado, e literalmente apodreceu numa cama, quando minha irmã ficou viúva, quando minha afilhada recém nascida fez uma cirurgia de risco e ficou na UTI. Eu sempre estava feliz, chorava com a tristeza que me machucava as entranhas, mas nunca desejei abandonar esta vida, o bem mais precioso que temos, bens materiais são bens materiais... eu acredito que seria muito mais alegre tomando champagne num hotel 5 estrelas. Entrando e saindo de salas de massagens, comprando sem me preocupar com o preço, sem calcular nenhuma conta, apenas sabendo que vai ser pago.
Com estas tragédias naturais que estão acontecendo, eu me questiono em que mundo vive a pessoa que acredita que para ser feliz precisa, casar ou morar na casa própria, arranjar um namorado ou ter dinheiro.
Felicidade é algo que a maioria das pessoa tem, até acontecer uma tragédia e dai se dá conta o quanto era feliz e não sabia, o motivo? Passa a vida lamentando coisas e deixa de aproveitar o bom momento que vive....
Perdão pelo desabafo, desejo que seu dia seja iluminado, pleno e feliz!
Abraços


Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias