Nome ou apelido?

Descobri que posso usar o blog para imortalizar as passagem de minha vida e da minha família. Sim pois quanto mais gente souber mais a minha história fica viva.
Tanto meu pai quanto minha mãe são de famílias grandes 8 irmãos. Na família de meu pai só ele tinha apelido, era "Pepito", e o tinha desde sua infância,  quando eu questionava sua origem ninguém se lembrava, mas o importante é que pegou de tal forma que na cidade toda ele era conhecido pelo apelido e não pelo nome, seu nome era Édison.

Vovó (mãe de Papai) era uma senhorinha de pele parda, cabelos sempre impecáveis, altura aproximada de 1,55m e bem gordinha, usava decotes profundos com uma medalha de ouro, esta é a imagem que tenho imortalizada. Era muito brincalhona teve 8 filhos sendo 6 meninos e 2 meninas (era assim que ela os chamava, mesmo quando já estavam com 50 anos), as filhas mulheres uma se chamava Guacira e outra Letícia e vovó sempre invertia os nomes chamava a Guacira de Letícia e Letícia de Guacira.
Em um domingo estávamos em visita a meus avós, quando tocou o telefone e vovó foi atender, saiu da sala e chamou assustada: 
- Guacira minha filha, (para minha tia Letícia) tem um senhor ao telefone querendo falar com um tal de Édison, você sabe quem é?
Foi gargalhada total e minha tia Letícia com os olhos rasos d'água falou:
- O mamãe é seu filho Pepito!
Não preciso nem dizer que os netos também atendiam quando ela chamava o nome de outro, pois sabíamos que era conosco, ela só não conseguia acertar e se você fosse esperar ela teria que recitar muuuuitos nomes.
Quando Papai faleceu nas notas de falecimento, na rádio da cidade foi noticiado o nome dele não permitiram que se falasse o apelido, valeu a formalidade, passado o enterro, conforme encontrávamos as pessoas na cidade que nos perguntavam dele e ao contarmos que ele havia falecido ficavam chocadas por não terem sido avisadas. Para reparar o erro nas notas de missa de sétimo dia, como éramos nós (esposa e filhos) quem estava pagando o anuncio determinamos que seria noticiado o apelido: Pepito e não o nome. Vocês não fazem ideia de quantos amigos foram a missa e choravam por não terem tido a oportunidade de se despedir.

Por vezes a informalidade é o melhor caminho. Essas "histórias" que tornam o convívio pleno e divertido. E enquanto quem viveu está vivo ela permanece, e depois some.

Me conta você tem alguma história de família divertida também? Me conta, vou adorar saber que existem mais famílias como a minha.

PS.: Gente estou tão feliz, ganhei meu segundo sorteio esse ano, agora foi no blog Ah, lá em casa! de duas meninas muito criativas a Maíra e Marina se vocês não conhecem o blog precisam passar lá para conhecer, elas vão gastar uma fortuna para me entregar o premio pois moram longe...... foi a elas que eu fiquei incomodando antes mesmo de me mudar, pois queria informações da cidade, foram tão atenciosas comigo, verdadeiros anjos...sim agora sou cidadã de Campo Largo...ainda não as conheci pessoalmente, mas agora é só uma questão de tempo, ou será que o mimo virá sozinho...rsrs. Obrigada meninas! Em breve passo as caracteristicas para vcs. 
Muita luz e paz.
Abraços



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias