Livre arbítrio

Em casa acreditamos que tudo em nossas vidas é definido pelo bom/mal uso do nosso livre arbítrio. No feriado de Páscoa, iríamos com a sogra, 480km daqui, malas feitas na quarta-feira dormimos cedo, acordamos na madrugada do dia 21 (quinta-feira) todos em seus lugares no carro, saímos rumo ao nosso destino, ao chegarmos na rodovia, o congestionamento era enorme, quilômetros, coisa comum para quem mora em São Paulo, mas para nós que vivemos na região metropolitana da Capital Paranaense é coisa de noticiário.

Resultado: retornamos ao lar, acreditando que era apenas devido ao pedágio que depois de algumas horas já estaria tudo normal.....detalhe para tomar o café da manhã começamos a rodar pela cidade até achar uma panificadora aberta, sim pois na sexta-feira da paixão todas que passávamos estavam fechadas Ao voltarmos para casa, buscamos na Internet e descobrimos que o congestionamento era de 30km, às 11 horas fizemos nova tentativa e o congestionamento permanecia, regressamos ao lar, fiz almoço às 15h saímos outra vez e.............continuava tudo parado, claro que voltamos para casa.

A noite buscando por notícias soubemos que além do congestionamento ocorreu também um acidente que fechou a rodovia por 3 horas. Tomamos um cerveja pedimos uma pizza (sim pois quando eu vou passar alguns dias fora, deixo a despensa vazia...rsrs) No sábado primeiro compromisso, mercado fazer compras e preparar o espírito para passar o feriado em casa relaxando, pela manhã caminhava com o marido, a tarde assistia TV com a filha, jogávamos Wii.

Enfim descobrimos que viajar somente fora de feriados prolongados, não nascemos para ficar estressados em um transito caótico, vendo os outros motoristas que para descontar o atraso acabam excedendo na velocidade e fazendo besteira.

Nunca eu tinha visto tanta gente indo rumo ao interior do Estado. Confesso que achei deveras interessante essa inversão de passeios, antes a evasão do interior em períodos como este era enorme, todos iam rumo as praias, as rodovias rumo ao interior eram bem tranquilas, agora vejo o quanto nossa sociedade está mudando, mais gente está viajando, mais carros nas estradas o que resulta em mais congestionamentos....
Porque eu estou te contando isso? É que já estou pensando no domingo do dia das mães, você já foi a um restaurante nesta época??? Eu fui uma vez programada, duas tentativas e agora opto por fazer em casa mesmo, pois gosto de ambientes tranquilos e bom atendimento, aliado a boa gastronomia.

No dia das mães essas três coisas não se encontram. Mesmo que você tenha reserva, todos os restaurantes tem filas enormes, você está comendo e olha para o lado o cara da fila está rezando para você terminar logo e liberar a mesa. Sem contar que restaurante muito lotado fica aquele burburinho, que me irrita.

Então quem sabe eu viaje numa sexta-feira (véspera de dia nenhum) e volte num domigo tranquilo. Essa é a "nossa escolha" pois acredito que sabendo o reboliço não adianta sair e ficar reclamando depois.
Me conta você acredita em "Livre arbítrio"? Ou acha que tudo é destino ou coincidências? Faz tuas escolhas baseadas em que?
Muita Luz e paz!
Abraços


Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias