Sinopse: Três mães vêem sua realidade se transformar por completo... São elas: Ruth (Via Negromonte), cujo filho adolescente, Raul (Daniel Dias da Silva), enfrenta problemas com drogas; Elisa (Vanessa Garbelli), que tenta suprir a ausência do marido dando total atenção ao filho, o pequeno Théo (Gabriel Pontes), e Lara (Tainá Müller), professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada. Essas três mulheres, vivendo momentos distintos de suas vidas, buscam conforto junto a Chico Xavier (Nelson Xavier). E o repórter Karl (Caio Blat) permanece insistindo em entrevistar o médium, mesmo sem estar preparado para isso...
(fonte: http://cinema10.com.br/filme/as-maes-de-chico-xavier)
Cheguei na locadora e quando vi, não tive dúvidas, tinha que assistir. Primeiro por ser sobre mães e segundo por ser o filme que encerra a comemoração dos 100 anos de Chico Xavier. Neste filme, não importa qual o seu credo, sua religião ou doutrina. Assista de peito aberto, apenas para entender um pouco desta "dor" que tantas pessoas sofrem. E também para aprender e ajudar aqueles que estão neste momento passado por algo similar. E se....... ou quando, formos nós....para que consigamos transformar em algo suportável. Pois creia, essa dor não some nunca, ela apenas se transforma em algo que conseguimos conviver. 
Item indispensável para acompanhar a sessão cinema....caixa de lenços de papel.... chorei rios, mares,  e oceanos sem fim. Neste filme podemos questionar a posição da família de várias formas e situações totalmente diversas. Também vemos a culpa que se abate após a fatalidade ocorrida. Como cada um de nós, mesmo convivendo juntos e sendo família, vivemos a dor de forma diferente.

Eu costumo dizer que cada dor é diferente. É passei por várias e nenhuma se compara a outra. A primeira que me lembro eu tinha 13 anos - foi uma amiga querida - sofri uma dor que achei insuportável... até que veio outra e, uma dor horrível....até que meu pai se foi e eu achei que essa sim era pior e não foi eu tive várias outras oportunidades de senti-las e sei te dizer cada uma é diferente da outra e a saudade por vezes se faz presente, mas faço questão de lembrar dos bons momentos, das risadas gostosas. Agradeço todos os dias a oportunidade que Deus me deu de conviver com pessoas que amei e se sinto a dor da saudade hoje é por que tivemos bons momentos juntos.

Você pode saber mais sobre o filme no blog As mães de Chico Xavier basta clicar aqui.

Muita luz e paz
Abraços


Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias