Coisa de familia

Como Mamãe está usando andador e não queria ficar se saracoteando por aí, e eu já tinha viagem de férias agendada, pedi a meu irmão que entraria em férias - e não iria viajar, que ficasse em minha casa para fazer companhia a mamãe. Claro que ele saiu de Santa Catarina e veio com a esposa ficar aqui - segundo relatos sentiram-se na casa de praia. Não conheciam nada nem ninguém...rsrs

Quando voltei fomos ao banco e ele fez o que precisava lá em seguida retirou um extrato - e de falante que é, passou a um ser taciturno que respondia apenas com monossílabos. O que deixou-me apreensiva. Ao ser inquirido sobre seu silencio ele me mostrou o extrato de sua conta e passou o dedo sobre um item, onde constava o nome de um açougue e a quantia de R$ 450,00. Claro que não resisti e falei:
- Mas fizeram churrasco para quantas pessoas em minha casa? Convidaram os vizinhos pelo menos para eles não me contarem nada...??rsrs 

Não adiantou brincar ele continuou sério. E após conversar com meu marido os dois decidiram ir até o açougue para ver se derrepente não sobrou dinheiro no caixa, pois a única alternativa era contar com a boa fé do comerciante, imaginando que tenha existido apenas um erro de digitação e a compra tenha sido de R$ 45,00. Eu fiquei no carro aguardando, pois nessa hora o quanto menos pessoas tiverem melhor, senão pareceria que estávamos querendo coagir o funcionário em questão.

Estou eu no carro, quando aparece meu irmão, falando grosso ...........imagina você: um negro de 1,78m aproximadamente, careca, com o semblante sério como eu raramente vi.

- Adelaide, Nunca mais boto os pés dentro desse açougue!!! Eles perderam o cliente!!!

Na hora pensei:
Eles não admitiram a sobra de caixa.....se for assim nem eu irei mais neste estabelecimento.

Aí o meu irmão, ainda de cara amarrada, me mostra o extrato novamente, ele tinha visto errado. O valor do açougue era o que estava acima do 450, era apenas R$ 29,00. Quem mostrou isso a eles foi a atendente do caixa. Ao que ele pediu desculpas e saiu.....

- Chorei de rir, por horas a fio, não podia olhar para ele que lembrava e me debulhava.....kkkkkk


Gentem eu até hoje choro de tanto rir só de lembrar da cena. E vou te contar que se eu estivesse junto iria demorar algum tempo para me recuperar do trauma....de ser enganado pela própria visão. Sorte disso tudo é que eles não foram até lá brigar, foram apenas desvendar o mistério, calma e educadamente.  E a funcionária fez o correto, apenas analisou os fatos sem envolvimento - coisa que eu e meu irmão não fizemos...rsrs

Já te contei que sou dada a micos gigantescos, mas não contei que isso é quase genético, por isso esse relato para que fique assim comprovado.

Muita Luz e Paz
Abraços



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias