Bambu da sorte e a família


Certa vez, ganhei um "bambu da sorte" de meu amigo Nello, ficou lindo dentro de meu vaso de cristal, eu o mantinha em água dentro de casa, até que um belo dia viajamos e ao retornar ele estava amarelado, eu com medo de perdê-lo, plantei em terra para que se recuperasse, tudo ia bem estava bonito, mas precisei trocar de jardineiro, um belo dia percebi que o bambu não estava mais no lugar. Procura aqui, mexe, remexe aqui e ali, encontrei-o em estado de sofrimento novamente. 
Não tive dúvidas, cortei ele em três, e coloquei novamente na água para ver se brotava, cada pedaço brotou de uma forma diferente, quando fui mostrar para minha filha tive a seguinte "explicação":
- Igual a uma família, são o mesmo "tronco" porém cada um possuiu suas especificidades!

Sou grata por ter amigos que me mimam, e sou grata por ter a minha volta pessoas que transformam os milagres da natureza em lições de vida! E você, tem gratidão de quê?

Muita Luz e Paz!
Abraços

P.S.: esta publicação participa da blogagem coletiva #52semanasdeGratidão do blog da Elaine Gaspareto, participe, leia e comente sobre gratidão, clique aqui e junte-se a nós



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias