O que ando fazendo.....

Eu sei e vou te contar que não está fácil para ninguém esse período longo de pandemia ainda mais sem a vacinação em massa, mas precisamos manter a saúde física e emocional, e algumas atividades estão retornando e com isso mais gente circulando. 

Para manter minha saúde conto com refeição vegana, água, muita água, as vezes medito e faço exercícios de respiração, um pouco de yoga quando tenho vontade e alongamentos. A tal da atividade física não está conseguindo ser mais atraente do que uma série na TV. Caminho 2 a 3 vezes por dia para levar o "catiorro" ao banheiro algo em torno de 3 a 4 mil passos. Mas tudo isso eu já contei para você, as novidades são as seguintes:

1. Consegui ler o livro de janeiro, e ainda estou remando no de fevereiro.

2. Agora acordo todos os dias as 6h da manhã para ter mais tempo para não fazer nada, sim eu acho o ócio extremamente importante, sendo assim acordo e fico alguns minutos na cama.

Quando tenho vontade me alongo, e/ou faço algum exercício de respiração, afirmações positivas e tento recordar meus sonhos.... 

- Que foi achou que o nada era sentar no cantinho e olhar para a parede? (risos) 

Na realidade eu entendo o ócio como um tempo de produção do meu EU sem ser produtivo para a sociedade ou o meu entorno. 

Será que eu poderia fazer isso sem acordar mais cedo? Claro que poderia porém, no verão, não consigo sair caminhar com o sol forte, me arrasto durante todo o dia todo, então se for para me arrastar prefiro que seja em atividades que eu nem goste tanto....(risos) sendo assim, opto por dedicar uma hora do dia para minha pessoa em um momento em que meu organismo não está agonizando com o calor.

Depois desse momento só meu, mantenho a caminhada matinal (momento para doguíneo fazer suas necessidades fisiológicas) que dura aproximadamente 50 minutos, depois tomamos café da manhã lá pelas 8 horas. 

Em minha vida a rotina nunca foi estática, vivo em constante mudança, e a alteração mais recente foi o retorno com os estágios da Universidade onde minha filha cursa nutrição, veja só faltavam 2 meses de estágio para ela ser graduada quando a pandemia no Brasil forçou a paralização, sou uma apoiadora do #Fiqueemcasa e estimulo o #isolamentosocial, mas sabemos que graças as mentes governantes no país seremos obrigadas a conviver com o vírus e suas mutações por mais tempo do que os demais paises do globo, então temos que seguir. Sendo assim a universidade decidiu voltar e nós a apoiamos. Para isso estamos alterando a rotina saudável para minimizar os riscos. 

Agora acordo as 6h alongo e faço a rotina de higiene pessoal, saimos para a caminhada com o "catiorro" por 40 minutos, depois levamos a criatura maravilhosa ao estágio e retornamos para o café da manhã. 

Devido ao estágio ser em uma empresa grande com centenas de funcionários em ambiente fechado, todos se alimentando e conversando, motivaram mudanças na rotina do apartamento, agora o cesto de roupa suja mora na sala assim a roupa de estágio não "circula pelo apfuska" até o momento de ser colocada na maquina de lavar.

Sim amores, eu sei que existe um risco enorme (ainda mais com a nova cepa) e para isso temos feito o que está ao nosso alcance, orientando para que se cuide muito, mas segundo informações de fonte segura somos os únicos no universo a sermos rigorosos com os cuidados para evitar a covid-19. 

Sempre que narro aqui (e essa vez não é diferente) deixo bem claro que minha impressão se limita ao que vejo no meu entorno, e nas raras vezes em que precisei ir ao centro buscar remédio ou ao dentista, mas agora atravessamos a cidade são diversos ônibus e empresas começando a funcionar e mais o que minha criatura vivencia no refeitório, os pontos de ônibus ou os lugares no fundo do ônibus, e posso te afirmar que a postura das pessoas mediante a gravidade da pandemia são dignos de um filme de horror para quem tem noção da importância de se diminuir o contágio.

A vida está voltando a rotina, mas não dever ser vivida de forma "normal" nunca, não existe "NOVO NORMAL" existe cuidados necessários e vacinação em massa para somente após 6 meses de toda a população imunizada a gente começar a pensa no que era a rotina normal. E por conta disso devemos manter hábitos de higiene física e emocional constantemente. 

Minha nutri tem sido uma companheira muito importante na minha rotina de saúde física e mental, está ajustando minha dieta, diminuindo minhas dores físicas e emocionais, o simples fato de ter ela ao meu lado para "ver uma coisinha" tipo Criminal Minds, The Fall, ou ganhar um abraço demorado fazem toda a diferença no meu dia a dia.

De minha parte tenho feito o que posso pela minha mãe e minhas irmãs, não devo abraça-las, mas vou até lá e conversamos do lado de fora da casa, distantes e com máscara. Essa semana ela me ligou reclamando que o cabelo estava muito comprido, peguei minhas tesouras e pentes e no dia seguinte pela manhã fui até lá cortei o cabelo dela e de minha irmã que mora com ela, conversamos um pouquinho e vim para casa, tudo sem tirar a máscara e sem abraçar, mas tendo o cuidado de não deixar que se sintam isoladas e sem atenção. 

Sem contar que fortaleci amizades, e tenho feito trocas de receitas, compras coletivas, etc.... mas tudo feito via internet ou quando presencial uso de máscara e em espaço aberto, tipo na calçada mesmo. Me sinto nesse período uma pessoa bem amparada e amada.

Agora me conta o que você anda fazendo? 

Aconteceu alteração na sua rotina? 

E o mais importante, você tem cuidado da pessoa mais importante da tua vida (você)? 

Lembre, se você não estiver física e emocionalmente bem será incapaz de auxiliar os outros. Lembre do "Ama teu próximo como a ti mesmo" - tenho para mim que é impossível amar ao outro quando não nos amamos (mas eu sou leonina e segundo a astrologia "dizem" isso para mim é fácil), a gente até pode se enganar achando que ama o outro mais do que a nós mesmos, mas o que tenho observado em pessoas próximas é uma doação que um dia vai cobrar seu preço, em forma de tristeza por não receber o mesmo que dá, e essa sensação pode conter manifestações físicas, dores no corpo, músculo e articulações entre outros (aqui estou falando por experiência própria não quero ocupar o lugar de fala de quem estudou para isso)

Eu sei que abraço as mudanças e sigo fazendo o meu melhor por MIM. Se eu estiver bem posso ser amor e amparo para os meus. 

Sou grata por você estar aqui para ler e compartilhar.

Muita Luz e Paz!

Abraços



Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias