Propaganda que "me" incomoda

Outro dia fazendo minha manicure e pedicure com a televisão ligada para distrair um pouco e ver uma das séries que gosto, observei uma propaganda sobre o "mais puro ômega 3, vindo direto da ...." (não vou reproduzir a propaganda porque esse não é um post pago) mas quero destacar que no caso o que me chamou a atenção foi que é um produto trazido de um país distante, que não temos como conferir as reais formas de extração, porém vou partir de uma premissa básica a industrialização, quando começou o processo você já perdeu a "pureza" do produto que você pode encontrar em "terras brasilis" com oferta ampla em diversos produtos naturais. Você pode rebater essa minha forma de pensar com uma questão básica - na forma natural dificilmente obtemos a quantidade necessária de consumo diário - Aí poderíamos entrar em diversos outros pensamentos como forma de preparo e combinações que podem potencializar determinados componentes dos alimentos. 

Porém o que me chamou a atenção e eu trago a baila é o complexo de vira-latas que as mídias reforçam quando nos empurram produtos com a premissa de que por serem de outro país é melhor. Sou favorável a complementação de vitaminas e sais minerais quando se faz necessário, porém para isso existem exames que mostram a carência ou não disso em seu organismo, não gosto de ver propaganda de remédios ou suplementos nutricionais sendo mostradas de forma massiva, em um hora de programa o mesmo produto apareceu mais de 10 vezes. 

E parece que a "moda" agora é tomar polivitamínicos, se você der uma pesquisada em artigos médicos vai descobrir o quanto isso pode ser perigoso para a saúde e muitos compram só porque a propaganda diz que o produto melhora tudo, de "espinhela caida a unha encravada tua e dos 50 vizinhos da esquerda"(risos - não é bem com essas palavras que eles contam os benefícios de consumo, mas é quase isso). 

Voltando ao ômega 3 na nossa fauna e flora temos ótimas fontes como as leguminosas, as folhosas verde escuro, a sardinha e as castanhas com a vantagem de que se você não gosta de um pode substituir por outro, ou se preferir as cápsulas invistir em produtos que são processados em indústrias nacionais pois assim estará gerando renda a pescadores, agricultores, coletores, cooperativas além dos trabalhadores da industria/comércio. 

E se fizer isso ainda estará "mexendo o doce" aqui, gerando riqueza ao seu entorno, evitando mais desigualdade e o crescimento da violência. Para aqueles que pensaram na empresa que trouxe o ômega 3 de outro país como um gerador de emprego, lembre que o pescador em questão está em um país rico que já foi alvo de denuncias de pratica da pesca predatória. 

E uma coisa muito importante que deve ser considerada é gerar renda para aquelas pessoas  que estão fora do mercado formal, os trabalhadores invisiveis (pescadores, catadores, coletores, agricultores, etc...) não apenas ao comprador e vendedor que fazem a intermediação do produto até o consumidor final - eu e você.

Fala aí.... qual tua relação com esse mercado assediador de isolados...(risos)?

Eu me sinto num episódio de Simpson onde ele vai mudando de canal e ligando para as empresas que aparecem nos comerciais...risos Com a diferença que eu não ligo, apenas analiso como funciona, qual a linguagem usada para convencer.

Tudo bem que a maioria das pessoas só "consome" notícias, filmes, séries e novelas e não percebem o "brinde" que são as propagandas diretas ou indiretas. E isso por vezes me incomoda muito pois eu não "autorizei" formalmente a entrada daquilo em minha casa, e quando me disponho a consumir algo, gostaria de ter autonomia na escolha e você pode me dizer que eu tenho, mas você sabe que isso não é verdade, eu posso escolher o programa que assisto não o comercial que vem junto. 

Muita Luz e Paz!

Abraços




Blog protegido

myfreecopyright.com registered & protected

Visualizações

Categorias